Oi tem vagas de estágio aberta na área tech. Veja como participar
Mercado de TI

Empresas se unem para investir em educação tecnológica e formar profissionais. Entenda

Empresas querem investir R$100 milhões, até 2025, em projetos que promovam a capacitação e empregabilidade de jovens

2 Minutos de Leitura

Para fomentar a educação tecnológica no país, 20 empresas se reuniram em uma parceria chamada Movimento Tech. As companhias vão investir R$100 milhões, até 2025, em projetos que promovam a capacitação e empregabilidade de jovens no setor de tecnologia.

Além disso, o objetivo é que os investimentos cheguem a R$2,1 bilhões até 2030.

A iniciativa surgiu para combater um futuro apagão tecnológico no setor. Atualmente, há 12 milhões de pessoas desempregadas no Brasil, ao mesmo tempo em que a área de tecnologia tem 133 mil vagas não preenchidas em 2022.

Santander Coders tem inscrição aberta para trilhas de formação gratuita. Veja
Investimentos em educação tecnológica visam a reduzir déficit de profissionais no mercado (Foto: Divulgação)

O motivo é a falta de mão de obra qualificada para preencher esses postos de trabalho. De acordo com a Associação das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e de Tecnologias Digitais (Brasscom), apenas 53 mil pessoas se formam em tecnologia a cada ano.

Diante desse cenário, estimasse que o país pode sofrer um “apagão tecnológico”, com 797 mil vagas não preenchidas em 2025. Por isso, o Movimento Tech foi iniciado. Fazem parte da iniciativa empresas, como iFood e XP Inc.

Outros patrocinadores são: Accenture, Arco Instituto, Buser, Ci&T, Cubos Academy, Grupo Boticário, Digital House, Fundação Behring, Gama Academy, Instituto Localiza, Kenzie Academy Brasil, Let’s Code, ONE (Oracle Next Education), RD – RaiaDrogasil, Rocketseat, Semantix, Telles Foundation e VTEX.

Além de investir em educação tecnológica, Movimento Tech tem foco em empregabilidade

“No último ano, vimos muitas empresas investindo em educação, porém com ações ainda muito pulverizadas. Percebemos a importância de unir forças para ajudar a resolver esse déficit de qualificação profissional que atrapalha o desenvolvimento do Brasil”, disse Fabricio Bloisi, presidente do iFood.

O movimento tem como base três pilares de atuação:

  • Despertar o interesse pela área de tecnologia nas escolas;
  • Capacitar talentos para as profissões do futuro; e
  • Fomentar iniciativas para ajudar as empresas a empregarem profissionais de perfis sub-representados.

Algumas iniciativas já foram realizadas entre 2021 e 2022. Agora, os próximos passos é ampliar a atuação da Rede Empodera Tech, cujo objetivo é formar jovens de 15 a 25 anos em situação de vulnerabilidade social.

Além disso, está nos planos desenvolver o projeto Jovem Aprendiz Tech, iniciativa voltada à empregabilidade de jovens.

“Nosso objetivo é contribuir para que o Brasil seja um país próspero e protagonista em termos de tecnologia, com oportunidades de emprego e carreira para todos os brasileiros e brasileiras”, destacou Thiago Maffra, CEO da XP Inc.


Usa TELEGRAM?!

Venha participar do nosso Grupo Exclusivo de Ofertas e Descontos do Programadores Brasil. Aqui você encontra os melhores preços para Notebooks, Celulares, Tablets, Headsets e eletrônicos em geral! Acesse: https://t.me/progbrasilcupons https://t.me/progbrasilcupons


Sobre o Autor(a)
Jornalista e redatora, com experiência em SEO e Webwriting. Extremamente curiosa, gosto de explorar diferentes assuntos e vivenciar novas experiências. Nascida na Baixada Fluminense do Rio de Janeiro e apaixonada por escrita, literatura e por boas histórias.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia Também

Últimas Notícias