Fake news
Política

Plataformas digitais apresentam iniciativas de combate à desinformação ao TSE

Partidos políticos também participaram do encontro realizado em dois dias

1 Minutos de Leitura

Nesta semana o Tribunal Superior Eleitoral se reuniu com plataformas digitais e partidos políticos em mais uma ação de combate à desinformação durante as Eleições 2022. O evento ocorreu nos dia 7 e 8 de junho.

No último dia do evento, o Twitter, TikTok, Google (YouTube) e Telegram apresentaram iniciativas para combate à desinformação. Além disso, apresentaram seus planos para propagação de conteúdo noticioso.

De acordo com a secretária-geral do TSE, Christine Peter da Silva, o trabalho das plataformas digitais contra as Fake News é imprescindível no contexto atual. Segundo ela, “democracias do mundo inteiro sofrem ameaças pela disseminação sistemática e intencional de conteúdos falsos direcionados a erodir processos eleitorais”.

“Convido a todas e a todos que aqui estão para ações efetivas, para que possamos, com a mão na massa e juntos, acreditarmos que é possível, pelo menos, minimizar na máxima potencialidade os efeitos nocivos e deletérios da desinformação no processo eleitoral brasileiro de 2022”, disse.

Eleições 2022
TSE trabalha ações de combate à desinformação para Eleições 2022 (Foto: TSE)

Plataformas apresentara iniciativas de combate à desinformação

Cada plataforma, de acordo com suas especificidades contribuem para a iniciativa de alguma forma.

O TikTok, por exemplo, promove em parceria com o TSE, iniciativas com foco no voto consciente, direcionando os usuários para as páginas da Justiça Eleitoral. Além disso, disponibiliza uma etiqueta com conteúdos sobre as Eleições 2022.

O YouTube, plataforma de vídeo com mais de 2 bilhões de usuários no mundo, se comprometeu a promover uma política de aproximação eleitoral, por meio da elaboração, divulgação e segmentação de materiais.

Já o Telegram enfatizou a criação do canal do TSE e ações de monitoramento, em parceria com agências de checagem de fatos.

“O Telegram leva a sério o processo de desinformação. O Telegram leva a sério a legislação brasileira e todas as outras questões envolvidas nesse processo. As denúncias de desinformação também serão analisadas pelo Telegram”, garantiu Alan Campos Elias Thomaz, representante legal do Telegram no Brasil.

O que acha da iniciativa do TSE com as plataformas digitais? Deixe nos comentários!


Usa TELEGRAM?!

Venha participar do nosso Grupo Exclusivo de Ofertas e Descontos do Programadores Brasil. Aqui você encontra os melhores preços para Notebooks, Celulares, Tablets, Headsets e eletrônicos em geral! Acesse: https://t.me/progbrasilcupons https://t.me/progbrasilcupons


Sobre o Autor(a)
Jornalista e redatora, com experiência em SEO e Webwriting. Extremamente curiosa, gosto de explorar diferentes assuntos e vivenciar novas experiências. Nascida na Baixada Fluminense do Rio de Janeiro e apaixonada por escrita, literatura e por boas histórias.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia Também

Últimas Notícias