Google Assistente adiciona recursos para bloquear comandos abusivos. Confira
Curiosidades da Google

Google Assistente adiciona recursos para bloquear comandos abusivos. Confira

De acordo com a companhia, 2% das interações com o Google Assistente são violências ativações com violência de gênero

1 Minutos de Leitura

Recentemente, o Google anunciou o lançamento nacional de novas respostas para o Google Assistente, quando o acionamento por comando de voz envolve assédio sexual ou então alguma solicitação abusiva e com relação a violência de gênero.

Dessa forma, de acordo com a Big Tech, a partir desta primeira semana de maio, caso o usuário use palavras de baixo calão ao Assistente, ele receberá respostas como “não fale assim comigo”.

Google Assistente adiciona recursos para bloquear comandos abusivos. Confira
Foto: Divulgação Google

Assistentes digitais

Os assistentes pessoais chegaram em peso no Brasil, com destaque como o Google Assistente, a Alexa da Amazon, e claro, a Siri, da Apple.

Mesmo tendo como base apenas um software, rodando em um dispositivo sem corpo ou gênero, seja um smartphone, tablet, caixa de som inteligente ou mesmo aparelho de TV, o Google acabou detectando que cerca de 2% de todos os comandos enviados ás assistentes digitais envolviam alguma violência verbal.

Registrar 2% de todas as interações com o Google Assistente pode parecer pouco. Entretanto, essa soma resulta em centenas de milhares de ativações com violência de gênero todos os meses.

Google contra a violência de gênero

De acordo com a companhia, a criação de respostas às ativações violentas faz parte de um objetivo maior que é coibir preconceitos de gênero no Brasil.

Dessa forma, o Google categorizou as principais ofensas em dois níveis, dependendo do abuso cometido pelo usuário. Uma é chamada explícita e geralmente envolve xingamentos diretos, em exemplos sempre de conotação sexual, misógina, racista, homofóbica ou com palavrões.

A outra engloba falas inapropriadas, como perguntar se o Assistente tem namorado, casada ou então pedir para mandar um nude. No primeiro caso há respostas como “o respeito é fundamental em todas as relações, inclusive na nossa”. Além desta, também há respostas mais objetivas e diretas como “não fale assim comigo”.

Já para o segundo tipo de ativação, categorizada como de menor agressividade, a resposta se dá de forma mais humorada. Dessa forma, esta pretende ser uma espécie de alerta sobre o incômodo que a fala da ativação do Google Assistente pode trazer para as pessoas.


Usa TELEGRAM?!

Venha participar do nosso Grupo Exclusivo de Ofertas e Descontos do Programadores Brasil. Aqui você encontra os melhores preços para Notebooks, Celulares, Tablets, Headsets e eletrônicos em geral! Acesse: https://t.me/progbrasilcupons https://t.me/progbrasilcupons


Sobre o Autor(a)
Jornalista, sonhadora e apaixonada por contar história de pessoas para pessoas. Além de ser extremamente curiosa, meu entretenimento é adquirir conhecimento. Atualmente sou graduada em jornalismo com inglês avançado e muitos sonhos, além de atuar, em tempo integral, em um plano infalível de me aperfeiçoar e crescer cada vez mais :)

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia Também

Últimas Notícias