Finanças

B3 vai migrar seus sistemas para nuvem em um prazo de 10 anos. Entenda

A B3 também vai trabalhar com capacitação dos times com workshops, treinamentos, acesso a laboratórios e certificados

3 Minutos de Leitura

Uma das principais empresas de infraestrutura de mercado financeiro do mundo e uma das maiores em valor de mercado, entre as líderes globais do setor de bolsas, a B3 (Bolsa do Brasil) vai migrar seus sistemas para a nuvem. A mudança será feita por meio de uma parceria estratégica com a Microsoft e a Oracle.

O prazo de migração é de até dez anos. O anúncio, feito nessa quarta-feira, 11, pela gigante da tecnologia, tem foco em levar agilidade, flexibilidade e inovação para os serviços e produtos da B3.

Além disso, o objetivo maior é acelerar a transformação digital da bolsa, alavancar a modernização de plataformas e desenvolver novas tecnologias que atualmente não existem nas operações do mercado financeiro.

Mas, o processo de olhar para essa transformação digital teve início em 2019. Ao estudar os sistemas que havia na B3, a companhia entendeu que alguns deles têm afinidade com a nuvem, no entanto, outros são mais desafiadores, inclusive com relação a recursos tecnológicos.

Por isso, para que houvesse a parceria entre as empresas foram necessárias duas estratégias: uma acontecerá nos cinco primeiros anos e a outra parte nos cinco anos seguintes.

Veja também: BC estuda uso de criptografia pós-quântica para melhorar segurança do PIX. Entenda

Da esquerda para direita: Tânia Cosentino, presidente da Microsoft Brasil;  Rodrigo Nardoni, vice-presidente de Tecnologia e Segurança da Informação da B3; e Rodrigo Galvão, vice-presidente sênior de Tecnologia da Oracle América Latina. (Imagem: Divulgação/ Microsoft)

Entenda a estratégia da B3 para migração de seus sistemas para nuvem

Nos primeiros cinco anos os sistemas com maior adaptabilidade serão migrados para a nuvem. Por exemplo, o gravame de veículos, a Clearing de câmbio, Banco B3, seguros, balcão, entre outros.

Já na segunda fase da estratégia, a parceria da B3 com a Microsoft e a Oracle focará no desenvolvimento de novas tecnologias. Isso, para que os sistemas onde hoje não existem soluções já construídas possam ser migrados para a nuvem e assim estejam prontos para o mercado.

Além disso, o estudo de viabilidade mostrou que firmar parcerias seria algo positivo do ponto de vista financeiro. E, também, ajudaria a B3 a ter escala. Foi aí que a Microsoft e a Oracle se tornaram a opção mais adequada.

“Eles trouxeram a proposta de parceria no começo do processo [início de 2021] de uma maneira que nos surpreendeu porque foi uma iniciativa trazida por eles e não era trivial saber que essa parceria seria possível e nos agradou por abrir muitas possibilidades”, comentou Rodrigo Nardoni, vice-presidente de Tecnologia e Segurança da Informação da B3.

Por outro lado, a presidente da Microsoft Brasil, Tania Cosentino, explicou que a decisão do que será migrado em um primeiro momento vai depender do legado. Ou seja, as aplicações onde houver benefícios em curto prazo terão prioridade. Desse modo a segurança será aumentada, além de gerar insights através de Inteligência Artificial, por exemplo. 

“O que é bastante interessante é a mentalidade de inovação da B3, onde os novos aplicativos nascerão na nuvem, permitindo que seja mais orientado ao cliente e com tempo de lançamento bastante reduzido”, resumiu a executiva.

Veja também: XP terá plataforma de negociação de criptomoedas em parceria com a Nasdaq

Microsoft e Oracle assumem papéis importantes no projeto

Já sobre o papel da Microsoft e da Oracle no projeto, o vice-presidente sênior de Tecnologia da Oracle América Latina, Rodrigo Galvão explicou que o foco é usar a Oracle para aquilo que já tiver a tecnologia Oracle e o mesmo seguiria com as aplicações Microsoft.

“Na primeira fase, vamos buscar o melhor dos dois lados. Na segunda fase, que será um processo de criação, as engenharias estarão juntas para criar tendências e tudo será construído a seis mãos”.

A solução multicloud adotada pela B3 com a Microsoft e a Oracle conta com uma arquitetura que possui o potencial das duas nuvens. Isso fortalece ainda mais a estratégia da instituição, além de trazer benefícios agregados.

Entre eles, o recurso avançado para que os negócios continuem funcionando sem que sejam interrompidos através de recuperação em caso de desastres.

Além disso, a parceria entre as três empresas também vai trabalhar com a capacitação dos times. Isso por meio de workshops, treinamentos, acesso a laboratórios e certificados na área. Dessa forma, a B3 vai incentivar a retenção e a aquisição de talentos na área de tecnologia.


Usa TELEGRAM?!

Venha participar do nosso Grupo Exclusivo de Ofertas e Descontos do Programadores Brasil. Aqui você encontra os melhores preços para Notebooks, Celulares, Tablets, Headsets e eletrônicos em geral! Acesse: https://t.me/progbrasilcupons https://t.me/progbrasilcupons


Sobre o Autor(a)
Jornalista, criadora de conteúdo e redatora desde 2011. Sou a mineira que veio do interior e que virou carioca por amor. Sempre antenada com o mundo ao meu redor e curiosa por natureza, já aterrissei em diversas editorias e segmentos da comunicação. Mas, a minha paixão mesmo é aquela boa mistura da tecnologia com a informação. Atualmente, pós-graduanda em Gestão Estratégica de Marketing Digital, hoje me divido entre trabalho, diversão, família e agora mãe!

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia Também

Últimas Notícias