Seis importantes tópicos para o mercado de Segurança Digital prestar atenção em 2020
Ataque Hacker ou Serviço fora do ar

EUA acredita que Rússia prepara um ataque cibernético contra potências ocidentais. Entenda

Autoridades do Reino Unido concordam e pedem precaução com segurança cibernética

1 Minutos de Leitura

O Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse que a inteligência norte-americana identificou alguns indícios de que a Rússia estaria planejando um ataque cibernético contra o país. Biden pede que empresas e organizações “tranquem suas portas digitais”.

As autoridades do Reino Unido concordam com o pedido. Para eles, o momento exige maior precaução quando o assunto é segurança cibernética, embora ainda não reconheçam evidências de uma articulação russa para um ataque hacker.

A Rússia, por sua vez, declarou que tais acusações são “russofóbicas”. Embora o país seja uma superpotência cibernética, a Ucrânia não chegou a receber muitos ataques cibernéticos durante o atual conflito.

Mas, entre especialistas, a preocupação é de que os verdadeiros alvos sejam os aliados dos ucranianos.

Grupo acusado de hackear a Microsoft é preso pela Polícia de Londres. Saiba mais
Países ocidentais temem que Rússia coordene um ataque cibernético contra aliados da Ucrânia (Foto: Divulgação)

Otan poderia interferir se Rússia realizar ataque cibernético contra um país-membro

Caso um país-membro da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) sofra um ataque cibernético capaz de causar perda de vidas ou danos irreparáveis, o Artigo 5 poderia ser acionado. Essa é a cláusula de defesa coletiva da aliança.

No entanto, especialistas apontam que isso colocaria a Otan no centro de uma guerra da qual não quer fazer parte. Dessa forma, o mais provável é que as respostas venham diretamente dos EUA ou de aliados próximos.

Joe Biden já chegou a afirmar que os EUA “estão preparados para responder” se a Rússia lançar um grande ataque aos EUA.

Neste dia 28, a Guerra entre Rússia e Ucrânia entra em seu 33º dia. De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU) o conflito já deixou cerca de 1.119 civis mortos e 1.790 feridos.

No início desta semana, as delegações russa e ucraniana se reunirão na Turquia para uma nova rodada de negociações presenciais, cujo o objetivo é chegar a um acordo para o fim da guerra.

Com informações do G1


Fórum de Programação para Iniciantes - Tire Todas as suas Dúvidas

Começando Agora na Programação? Tire todas as suas dúvidas no PB Overflow, nosso Fórum de Programação para Iniciantes (CLIQUE AQUI)


Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia Também

Últimas Notícias