Vagas TI

O que faz um auditor da CGU? Confira as atribuições do cargo que oferece 80 vagas para área de TI no concurso da controladoria

2 Minutos de Leitura

Inscrições do concurso já estão abertas e podem ser feitas até o dia 1º de fevereiro, no site da FGV, organizadora

Esta semana foram abertas as inscrições do concurso para a Controladoria Geral da União, que oferece vagas para a área de TI. As oportunidades em TI são para a carreira de Auditor Federal de Finanças e Controle. Mas, o que faz um auditor da CGU?

Basicamente, esses são os servidores responsáveis por planejar, supervisionar, coordenar, orientar e executar ações e metas no âmbito da Controladoria Geral da União. Os auditores se subdividem de acordo com sua especialidade.

Os especialistas na área de TI terão sua principal atuação atribuída à supervisão e desenvolvimento de soluções de tecnologia, alinhadas às atividades da CGU.

Para a carreira de auditor, a seleção oferece 300 vagas, distribuídas da seguinte forma:

  • Auditoria e fiscalização: 126 vagas;
  • Tecnologia da Informação: 80 vagas;
  • Contabilidade pública e finanças: 40 vagas;
  • Correição e combate à corrupção: 54 vagas.

Das 80 oportunidades destinadas ao setor de Tecnologia da Informação, 60 são para ampla concorrência, 16 reservadas a candidatos negros e quatro para pessoas com deficiência.

Para concorrer, é preciso ter o nível superior na área específica em que deseja se candidatar.

Salário de auditor da CGU ultrapassa os R$19 mil

Ainda há a oferta de outras 75 vagas, para a carreira de técnico federal, cujo requisito é o nível médio, sem exigência de formação específica.

O salário oferecido é bastante atrativo. Isso porque para a carreira de auditor, a remuneração inicial é de R$19.197,06; enquanto para técnicos o valor é de R$7.283,31.

A carga de trabalho na Controladoria Geral da União é de 40 horas semanais, em ambos os casos.

VEJA TAMBÉM:

Inscrições do concurso CGU estão abertas no site da FGV

Os interessados em participar da seleção têm até as 16h do dia 1º de fevereiro para se candidatar no site da FGV, organizadora. Para participar é preciso efetuar o pagamento de uma taxa de inscrição de R$120 para as vagas de auditor e R$80 para técnico.

Haverá possibilidade de isenção do pagamento da taxa para inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal e doadores de medula óssea. Os pedidos podem ser feitos até as 16h do dia 8 de janeiro.

Os candidatos serão avaliados por meio de provas objetiva e discursiva. Ambas de caráter eliminatório e classificatório.

As avaliações estão marcadas para o dia 20 de março. Haverá aplicação de provas nas cidades de Brasília (DF), Porto Alegre (RS), Recife (PE), São Paulo (SP), Rio Branco (AC), Manaus (AM), Macapá (AP), Belém (PA), Porto Velho (RO), Boa Vista (RR) e Palmas (TO).

As provas dos candidatos às vagas de auditor serão divididas em dois turnos. Pela manhã, os concorrentes responderão uma prova objetiva de conhecimentos básicos e a prova discursiva. À tarde, será a vez de responder a prova objetiva de conhecimentos específicos e especializados.

Os inscritos no cargo de técnico farão as provas em turno único, pela manhã. Ou seja, tanto a objetiva quanto a discursiva.


Siga o Programadores Brasil no Google Notícias e Receba Notícias de Tecnologia -> CLIQUE AQUI e Confira.


Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *