Como a invasão da Rússia à Ucrânia impacta o mercado de criptomoedas. Entenda
Criptomoedas

O ano do Bitcoin e as perspectivas para as criptomoedas em 2022. Veja

"Estamos entrando em uma fase de entendimento e aceitação que as criptomoedas vieram para ficar", afirmam especialistas

2 Minutos de Leitura

O ano de 2021 foi muito bom para o Bitcoin e as criptomoedas. De acordo com uma pesquisa realizada pela Hashdex, uma gestora de criptomoedas, o crescimento do número de investidores em criptomoedas foi de 938% em 2021. Além disso, o mercado também cresceu em relação a quantidade de novos ativos, uma vez que este já conta com mais de dez mil criptomoedas e tokens no mundo todo, atingindo cada dia mais novos usuários e investidores.

Apesar de ótimos números em 2021, o mercado permanece volátil e pode decair a qualquer momento. Dessa forma, a principal pergunta é: qual as perspectivas para o Bitcoin e as criptomoedas em 2022?

“Estamos entrando em uma fase nova de entendimento e aceitação que as criptomoedas vieram para ficar. A entrada de grandes instituições, como NFTs e DEFI, além de novos modelos de negócio, como jogos e até mesmo memes, fizeram estes recordes acontecer. Além de tudo isso, o momento econômico mundial tem consolidado as criptos como uma nova maneira de investir”, afirma Ricardo Dantas, CO-CEO da Foxbit.

O ano do Bitcoin e as perspectivas para as criptomoedas em 2022. Veja

Ano novo, expectativas novas

A perspectiva para o próximo ano é muito animadora e, se depender do mercado brasileiro, as criptomoedas vão continuar sendo as “queridinhas” dos investidores. Segundo pesquisa realizada pela Crypto.com, 59% dos brasileiros pretendem comprar criptomoedas pela primeira vez em 2022 e 37% desejam possuir um NFT .

Ainda de acordo com Dantas, “Países estão se preparando para regulações das criptomoedas, o que vai movimentar o mercado. Aqui no Brasil, a criação das moedas digitais pelo Banco Central e a popularização das criptomoedas são novidades para se ficar de olho em 2022”.

Para o especialista da Foxbit, o Bitcoin deve sempre ser pensado como uma defesa anti inflação. “No longo prazo ele tende a subir, mas o mercado já mostrou que tem muita volatilidade no caminho. Acredito ainda que pode apresentar um valor mais alto em 2022, porém historicamente, existem grandes correções para este período pós-halving. Além disso, vejo além do Bitcoin, as criptomoedas Ethereum, Solana, AVAX e DOT para ficar de olho no ano que vem”, finaliza o CO-CEO.

Mercado de crédito e o Bitcoin

De acordo com a Rispar, a procura pela modalidade de crédito em reais com bitcoin como garantia aumentou mais de 312% só nos últimos 6 meses. A pesquisa evidencia o crescimento da modalidade.

De acordo com Leonardo Bianconi, CPO da Rispar tiveram dois pontos fundamentais para esse crescimento, “Primeiro, a maturidade do mercado – investidores estão cada vez mais cientes do valor intrínseco do bitcoin e seu potencial de longo prazo, por isso, manter o ativo tem se mostrado a melhor estratégia”.

“Em segundo lugar, a fragilidade da economia tradicional mais exposta nos últimos dois anos, e alta inflação no Brasil e no mundo, que tem levado o público geral em busca de alternativas de investimento e uma reserva de valor mais efetiva para superar esse obstáculo; para ambas as necessidades, o bitcoin tem se mostrado a melhor opção”, revela o especialista.

Para este ano de 2022, a perspectiva é que ele seja um ano de muita importância para o mercado. “Estamos preparando muitas novidades e novos produtos para continuar inovando e atender à crescente demanda pelo Crédito com Garantia Cripto”, finaliza o CEO.


Usa TELEGRAM?!

Venha participar do nosso Grupo Exclusivo de Ofertas e Descontos do Programadores Brasil. Aqui você encontra os melhores preços para Notebooks, Celulares, Tablets, Headsets e eletrônicos em geral! Acesse: https://t.me/progbrasilcupons https://t.me/progbrasilcupons


Sobre o Autor(a)
Jornalista, sonhadora e apaixonada por contar história de pessoas para pessoas. Além de ser extremamente curiosa, meu entretenimento é adquirir conhecimento. Atualmente sou graduada em jornalismo com inglês avançado e muitos sonhos, além de atuar, em tempo integral, em um plano infalível de me aperfeiçoar e crescer cada vez mais :)

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia Também

Últimas Notícias