PIX

Presidente do Banco Central destaca sucesso do Pix e instituição já prevê novidades para 2022. Veja

Apesar dos avanços em 2021, Banco Central já trabalha em novidades relacionadas ao Pix para o próximo ano

2 Minutos de Leitura
PIX

Presidente do Banco Central destaca sucesso do Pix e instituição já prevê novidades para 2022. Veja

Apesar dos avanços em 2021, Banco Central já trabalha em novidades relacionadas ao Pix para o próximo ano

2 Minutos de Leitura

Este ano o Pix completou um ano e já estão previstas novidades para 2022. E, na avaliação do presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, a forma de pagamento mais usada pelos brasileiros é um sucesso.

Neto ressaltou, em um vídeo publicado no canal do BC no Youtube, que o sistema financeiro e de pagamentos cresceu com a adoção do Pix.

“Existia uma percepção de que o Pix seria um mero substituto de TED e DOC. Quando nós olhamos o número de transação, ele é muito mais do que isso, com um crescimento que continua quase que exponencial.”

Além disso, para o presidente do Banco Central, o Pix universalizou o sistema de pagamentos. Assim, todos os competidores do sistema financeiro ficam em um mesmo nível. “Todo mundo tem direito de oferecer o Pix na mesma condição, o que cria competição e inclusão.”

Diante do crescimento do meio de pagamento, o BC já trabalha em novidades para o Pix. Algumas funcionalidades já foram implementadas este ano, mas outras novidades devem chegar em 2022.

“Nós vemos que o Pix tem potencial de em algum momento se transformar em uma identidade digital para as pessoas acessarem outros tipos de serviço. O Pix é um instrumento em constante evolução.”, disse Roberto Campos Neto.

rating
Banco Central avalia potencial de crescimento do Pix e aposta em novidades para 2022 (Foto: Divulgação)

Banco Central já prevê novidades para o Pix em 2022

Apesar de ainda não ter revelado os detalhes do que está por vir, já é possível ter uma noção de quais recursos devem ser integrados ao meio de pagamento no próximo ano. Por exemplo:

  • Pix garantido: agendamento de pagamentos e transferências;
  • Aproximação: possibilidade de pagamentos via Pix por meio de aproximação;
  • Débito automático: agendamento do pagamento recorrente de contas via Pix;
  • Pix off-line: funcionalidade que permitirá ao usuário concluir uma transação, mesmo sem conexão com a internet; e
  • Pix internacional: disponibilização de pagamentos em outros países através do sistema.

Além disso, o BC segue trabalhando na Iniciação de Pagamentos, para facilitar ainda mais a utilização do serviço.

“Atualmente, para fazer um pagamento via Pix é preciso entrar no aplicativo do banco ou fintech. Mas, com a iniciação de pagamentos será possível usar outro app para realizar a transferência. Por exemplo, fazer um Pix dentro de uma plataforma de e-commerce, se a loja em questão oferecer essa funcionalidade”, explicou o diretor de Organização do Sistema Financeiro e Resolução do Banco Central, João Manoel Pinho de Mello.


Receba as Vagas TI e Notícias de Tecnologia em seu Celular

Siga o Programadores Brasil no Google Notícias (CLIQUE AQUI) para receber Vagas de Ti e Notícias de Tecnologia em seu Celular.


Sobre o Autor(a)
Jornalista e redatora, com experiência em SEO e Webwriting. Extremamente curiosa, gosto de explorar diferentes assuntos e vivenciar novas experiências. Nascida na Baixada Fluminense do Rio de Janeiro e apaixonada por escrita, literatura e por boas histórias.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia Também

Últimas Notícias