FacebookRedes SociaisSegurança Digital

Segundo Facebook, mais de 50 mil usuários da rede social podem ter sido alvo de organizações de vigilância. Saiba mais

1 Minutos de Leitura

Chefe de segurança do Facebook comentou sobre o caso em coletiva de imprensa

Em meio às batalhas da Meta sobre as acusações de falta de transparência e segurança de usuários nas redes sociais, surge mais uma polêmica envolvendo o Facebook. De acordo com uma reportagem veiculada pela Forbes, mais de 50 mil usuários de um dos carros chefe da holding foram vítimas de organizações de vigilância privada.

O próprio Facebook revelou os dados e assegurou estar banindo tais empresas de sua estrutura. Conforme divulgou a Meta, sete empresas estão sendo removidas do Facebook. Entre elas estão a Cytrox, Black Cube e a Cobwebs Technologies.

As possíveis vítimas dessas empresas receberão notificação. No entanto, a empresa não avisará se houve hackeamento ou não das contas. Mas, alertará sobre o risco que correram.

Empresas do Vale do Silício travam luta contra organizações de vigilância

Para Nathaniel Gleicher, chefe de Segurança da Meta, a atividade da indústria de vigilância de aluguel “parece ser muito mais ampla do que isso e se espalhou pelo mundo”.

“Os mercenários cibernéticos costumam alegar que seus serviços de vigilância têm o objetivo de focar no rastreamento de criminosos e terroristas. Mas … a segmentação é, na verdade, indiscriminada”, disse Gleicher em coletiva.

Conforme revelou a reportagem da Forbes, a empresa segue sua ação legal contra a empresa israelense NSO Group. Isso após supostos ataques a 1.400 usuários do WhatsApp em 2019. Vale lembrar que a Apple também trava um processo contra a NSO.

De acordo com especialistas, o anúncio do Facebook confirma que o Vale do Silício e o governo dos Estados Unidos estão lutando contra um crescente mercado de spyware que, segundo os críticos, representa uma ameaça aos direitos humanos em todo o mundo.


Siga o Programadores Brasil no Google Notícias e Receba Notícias de Tecnologia -> CLIQUE AQUI e Confira.


Mais Lidas da Semana

Função para combate à Fake News chega ao Twitter Brasil. Veja

Instagram testa rolagem vertical nos stories, igual ao TikTok. Confira

LinkedIn anuncia investimentos para melhorar experiências de usuários em eventos virtuais. Saiba mais

Em novo teste, Instagram explora grade de perfil personalizável. Saiba mais

ClubHouse anuncia novas funcionalidades, incluindo testes para versão web. Veja

Em novo teste, Instagram volta ao feed cronológico. Saiba mais

Instagram revela prioridades para 2022. Veja

TikTok desbanca Google e é o domínio mais acessado de 2021, diz relatório da Cloudflare. Veja

Facebook, Tik Tok e Instagram geram desconfiança em relação à proteção de dados, revela pesquisa. Veja

Governo britânico determina venda da Giphy e Meta recorre. Entenda

Sobre o Autor(a)
Letícia de Jesus, 20 e poucos anos. Jornalista e redatora web. Além da redação de conteúdos, flerto com o universo do Marketing Digital e Social Media.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *