Política

Rússia exige que empresas de tecnologia como Google, Facebook e Apple abram escritórios no país até 2022

-

Em caso de não cumprimento das exigências do governo da Rússia, as empresas poderão sofrer sanções e serem banidas

Rússia exige que empresas de tecnologia como Google, Facebook e Apple abram escritórios no país até 2022. Foto: Reprodução

O governo da Rússia está exigindo que empresas de tecnologia abram escritórios no país até 2022. A exigência é baseada em uma lei aprovada em 1º de julho de 2021, que obriga redes sociais estrangeiras com mais de 500 mil usuários ativos diariamente a ter um escritório no país.

O governo russo listou 13 empresas, entre elas Facebook, Google, TikTok e até a Apple, mesmo não sendo proprietária de uma rede social. O motivo da inclusão é a acusação do governo russo de abuso de poder com a App Store.

Até mesmo o Telegram, citado várias vezes como um app russo, figura na lista do governo da Rússia. Embora o aplicativo de mensagens tenha sido criado por dois irmãos de São Petersburgo, a empresa tem sedes no Reino Unido e em Dubai.

Dos dois irmãos, Pavel e Nikolai Durov, Pavel já criticou Putin em algumas oportunidades e não mora mais no país. Eles também são os criadores do VK, o Facebook da Rússia.

Este ano, a Rússia multou o Telegram por não excluir conteúdo considerado ilegal.

Rússia pode banir as empresas que não atenderem exigências

Em caso de não cumprimento das exigências de Vladimir Putin, as empresas sofrerão sanções como restrições das propagandas, coleta de dados, de transferências de receitas ou até mesmo banimento do país.

Com essa exigência, a Rússia busca, também, cutucar o governo americano e aumentar o seu controle sobre a população.

“As entidades estrangeiras são obrigadas a limitar o acesso a informações que violam a legislação russa”, disse o  regulador estadual de Comunicações, Roskomnadzor sem fornecer mais detalhes.

Além de ter representação na Rússia, as empresas devem abrir uma conta no site do regulador e ter um formulário de feedback para interagir com os usuários russos, disse o Roskomnadzor.

Nenhuma das empresas citadas pelo governo russo se manifestaram até o momento.


Siga o Programadores Brasil no Google Notícias e Receba Notícias de Tecnologia -> CLIQUE AQUI e Confira.

Mais Lidas

Sobre o Autor(a)
De Goiás para o mundo. Jornalista, redator, social media e criador de conteúdo. Graduado em Comunicação Institucional e Especialista em Metodologia de Ensino de Língua Portuguesa e Literatura. Estrategista de Marketing e empreendedor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *