Criptomoeda
Criptomoedas

O que são as shitcoins e como evitá-las no mercado de criptomoeda? Confira as dicas

Shitcoins crescem em meio ao aumento no interesse de investidores de diferentes perfis pelo mercado de criptomoedas.

2 Minutos de Leitura

Bitcoin, Ethereum, Binance Coin, Riple… Ao longo dos anos o mercado de criptomoeda se expandiu, abrindo espaço para consagração de diferentes tipos de moedas digitais. Mas, você conhece as “shitcoins“?

O termo é usado para se referir à criptomoedas inúteis. Ou seja, que não têm objetivos claros, funcionalidades específicas e não apresentam nada de novo para o espaço da criptografia.

Para quem não tem familiaridade com esse tipo de investimento, as shicoins podem ser um risco. Isso porque essas moedas têm seu valor baseado em especulação: o que configura uma má opção de investimento, considerando o alto risco e baixa chance de retorno.

A regra para não entrar em uma furada e investir em uma criptomoeda duvidosa é investir em conhecimento sobre esse mercado. O site americano especializado em negócios, Entrepeneur, listou 5 dicas que podem te ajudar a identificar uma shitcoin. Confira!

Veja também: [+] Pacote Full Stack para Iniciantes em Programação.

Investidores devem ficar atentos em relação às novas criptomoedas que surgem no mercado (Foto: Divulgação)

Veja 5 dicas para aprender a identificar shitcoins

Os desenvolvedores da criptomoeda são misteriosos

O primeiro aspecto que deve ser considerado na hora de adquirir uma moeda digital é se os desenvolvedores daquele produto são confiáveis.

Por isso, é importante verificar se quem está por trás daquela moeda se identifica publicamente e como. Isso porque com uma aparência conhecida pelo público, a probabilidade de que aquela pessoa cometa um golpe é menor.

O projeto tem grandes promessas, mas funcionalidades indefinidas

Além de olhar as promessas do projeto, o investidor tem que avaliar o roteiro apresentado. O documento deve especificar os objetivos a serem alcançados.

Se um projeto não apresenta esse roteiro e evita definir funcionalidades, este é um indício de que não é confiável.

Aspectos do projeto parecem copiados ou genéricos

Site genérico e domínio gratuito são outros dois sinais de alerta de que aquela moeda pode ser uma shitcoin. Esses detalhes indicam a falta de autenticidade de um projeto original e bem desenvolvido.

Além disso, se a proposta não se distinguir de outras já existentes, é possível que se trate de uma cópia feita para enganar os investidores menos experientes.

Em contrapartida, projetos com jargões muito técnicos também não são aconselháveis. Em sua maioria, esses documentos fazem uso de linguagem impopular para confundir o investidor, sem apresentar conteúdo, de fato, relevante.

Verifique números de suporte

Segundo especialistas do ramo, qualquer nova moeda digital que se valha a pena investir deve ter de 200 a 300 titulares, no mínimo. Além disso, as criptomoedas confiáveis devem ter de cinco a 10 transações por minuto.

Considere o pool de liquidez

Pool de liquidez — plataformas geradoras de rendimento automatizadas — com números baixos, como centenas ou poucos milhares, também é um sinal de alerta. Sempre se certifique de que o projeto em que está investindo tenha, pelo menos, US$30.000.

Por fim, o que o investidor deve ter sempre em mente é que as regras do mercado de ações também valem para as criptomoedas. Assim, a duas principais recomendações são: pesquise bem antes de investir e nunca invista um valor acima daquele que você está disposto a perder.

*Com informações do Entrepeneur*


Receba as Vagas TI e Notícias de Tecnologia em seu Celular

Siga o Programadores Brasil no Google Notícias (CLIQUE AQUI) para receber Vagas de Ti e Notícias de Tecnologia em seu Celular.


Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia Também

Últimas Notícias