"Desenvolvimento de luvas hápticas permitem o usuário tocar em objetos virtuais no metaverso.
Facebook

Meta trabalha no desenvolvimento de luvas hápticas que permitem o usuário tocar em objetos virtuais

1 Minutos de Leitura
Foto: Reprodução

A pesquisa que envolve o desenvolvimento das luvas hápticas é feita pela equipe do Reality Labs da Meta

Foto: Luva Háptica Meta
Meta trabalha no desenvolvimento de luvas hápticas que permitem o usuário tocar em objetos virtuais. Foto: Reprodução

Recentemente, a Meta (ex-Facebook Inc.) divulgou que está trabalhando em um projeto totalmente tecnológico e inovador no desenvolvimento de luvas hápticas que permitem o usuário tocar em objetos virtuais no metaverso.

Essas luvas visam reproduzir “uma gama de sensações em mundos virtuais, incluindo textura, pressão e vibração”.

Ainda em fase de protótipo, a luva háptica possui centenas de atuadores minúsculos para simular o sentido do tato, causando uma sensação de “engano” ao cérebro do usuário para que ele pense que está tocando algo no mundo virtual.

Segundo a Meta, embora as pesquisas estejam ainda na fase inicial, o objetivo é, um dia, desenvolver esta tecnologia de modo que possa ser emparelhada com um fone de ouvido de RV (Realidade Virtual) para uma experiência imersiva, como jogar um jogo de no metaverso.

Metaverso quer permitir o usuário tocar em objetos virtuais

A pesquisa que envolve o desenvolvimento de luvas hápticas que permitem o usuário tocar em objetos virtuais é feita pela equipe do Reality Labs da Meta, com o intuito de poder tocar e sentir objetos e texturas no metaverso. 

“Uma de nossas equipes de Reality Labs Research está focada em inventar o futuro da interação em realidade aumentada e virtual. O objetivo desta equipe é criar a tecnologia para resolver um dos desafios centrais do metaverso: como tocamos o mundo virtual?”, disse a Meta.

Conhecido mundialmente por ser um dos fundadores do Facebook, Mark Zuckerberg, postou em seu perfil oficial nas redes sociais um vídeo onde o programador aparece testando o protótipo da luva desenvolvida pela Meta Reality Labs.

“Nosso projeto de luva háptica começou como um disparo lunar, mas é cada vez mais viável à medida que continuamos a inovar e a completar as pesquisas”.

Segundo a Meta, a empresa nos últimos sete anos, foi a pioneira em novas técnicas, tecnologias e disciplinas, expandindo os limites “do que é possível com a robótica leve e inventando materiais e processos de fabricação inteiramente novos”.


Siga o Programadores Brasil no Google Notícias e Receba Notícias de Tecnologia -> CLIQUE AQUI e Confira.


Sobre o Autor(a)
De Goiás para o mundo. Jornalista, redator, social media e criador de conteúdo. Graduado em Comunicação Institucional e Especialista em Metodologia de Ensino de Língua Portuguesa e Literatura. Estrategista de Marketing e empreendedor.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *