Gemini capta US$400 milhões para investir no metaverso
CriptomoedasCuriosidadesFacebook

Gemini capta US$ 400 milhões para investir no metaverso

1 Minutos de Leitura
Foto: Tyler e Cameron/Gemini/ Reprodução

O investimento será utilizado para a construção de uma "experiência no estilo Gemini em diferentes metaversos"

Foto: Tyler e Cameron/Gemini/ Reprodução

Após sete anos financiando seu império de criptomoedas, a Gemini, empresa dos gêmeos Winklevoss, está próxima de assinar os documentos para sua primeira rodada de capital e investir US$ 400 milhões no metaverso.

O investimento será utilizado para a construção de uma “experiência no estilo Gemini em diferentes metaversos”, e faz com que a empresa passe a valer US$ 7,1 bilhões.

“Vamos construir uma experiência no estilo da Gemini em diferentes metaversos, onde você pode ir para a Gemini e negociar, mas seria imersivo em vez de no seu telefone”, disse Tyler Winklevoss.

Segundo a Forbes, os gêmeos manterão 75% da propriedade da Gemini, com o sócio-geral da Morgan Creek, Sachin Jaitly, se juntando ao conselho de administração como parte do investimento de 75 milhões de dólares de sua empresa na plataforma de criptomoedas.

A Morgan Creek é uma gigante de gestão de capital e foi quem liderou a rodada de investimentos com a participação da empresa de risco descentralizado de finanças.

Metaverso: Facebook x Gemini

Uma chama vai se reacender: a competição entre o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, e os gêmeos Tyler e Cameron Winklevoss, após batalharem no tribunal pela propriedade do Facebook há mais de 10 anos.

Eles processaram Zuckerberg em 2004, alegando que ele roubou sua propriedade intelectual para criar o Facebook, hoje Meta, e entraram em um acordo no tribunal em 2011 por 65 milhões de dólares.

Em entrevista à Forbes, Cameron disse que ao contrário do roteiro centralizado para o metaverso de empresas “como Facebook ou Fortnite”, a Gemini está buscando a rota descentralizada por acreditar que ela oferece maior vantagem para o usuário.

“Mas há outro caminho, que é o metaverso descentralizado e esse é o metaverso, onde acreditamos que há maior escolha, independência e oportunidade, e há tecnologia que protege os direitos e a dignidade dos indivíduos.”


Siga o Programadores Brasil no Google Notícias e Receba Notícias de Tecnologia -> CLIQUE AQUI e Confira.


Sobre o Autor(a)
De Goiás para o mundo. Jornalista, redator, social media e criador de conteúdo. Graduado em Comunicação Institucional e Especialista em Metodologia de Ensino de Língua Portuguesa e Literatura. Estrategista de Marketing e empreendedor.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *