Facebook / MetaInstagramRedes Sociais

Facebook remove mais de 1 milhão de conteúdos com desinformação sobre a Covid-19 das redes sociais do grupo

Empresa emitiu uma nota à imprensa detalhando as medidas adotadas para o combate às informações falsas sobre a pandemia.

2 Minutos de Leitura

Na última quinta-feira, 11, a Meta (Facebook) emitiu uma nota à imprensa informando sobre a remoção de conteúdos com desinformação sobre a Covid-19 das redes sociais. Conforme divulgou empresa, mais de 1 milhão de publicações já foram retiradas do Facebook e do Instagram desde o início da pandemia.

Para estabelecer os tipos de informações sobre Coronavírus e temas relacionados que colocam a vida das pessoas em risco, a equipe da Meta trabalhou em conjunto com a Organização Mundial da Saúde (OMS). Além disso, a empresa consulta autoridades de saúde em todo o mundo.

Dentre as publicações removidas, estão aquelas com conteúdos, como declarações de inexistência da pandemia. Ou, ainda, de que as vacinas contra Covid-19 podem levar à morte ou autismo.

Redes sociais
Facebook e Instagram sinalizam conteúdos com informações falsas sobre a pandemia (Foto: Divulgação)

Meta trabalha diferentes iniciativas para combater a desinformação sobre a Covid-19 nas redes sociais

De acordo com a empresa, a lista de conteúdos falsos sobre a doença passíveis de remoção passa por atualização à medida que surgem novos fatos de conhecimento científico sobre a doença. A Meta ainda declarou que busca, com a medida, equilibrar a segurança das pessoas e a liberdade de expressão.

A política da empresa sobre as informações em relação à Covid-19 estão disponíveis em um documento público e em Português, na página da empresa.

Além disso, outra iniciativa da companhia é fornecer informações oficiais e confiáveis sobre a pandemia, quando elas acessam o Facebook e o Instagram. No Brasil, mais de 76 milhões de pessoas já acessaram a Covid-19: Central de Informações do Facebook.

O espaço concentra informações sobre boatos, além de fornecer dicas de prevenção da doença e materiais de apoio à saúde emocional. Para que os usuários tenham acesso a essa Central de Informações, estão disponíveis rótulos que a plataforma adiciona aos conteúdos relacionados ao tema.

Veja também: [+] Iphones de diversos modelos com super desconto na Amazon.

WhatsApp também passou por atualizações para prevenir compartilhamento de informações falsas

“Nosso trabalho de combate à desinformação envolve parcerias com agências independentes de verificação de fatos, para conteúdos falsos que não violam nossas políticas de danos no mundo offline. Quando um post é marcado como falso por uma dessas agências, seu alcance é reduzido de forma significativa. Ou seja, menos pessoas encontrarão aquele conteúdo”, explicou a empresa.

A postagem ainda recebe um rótulo com um alerta sobre o conteúdo falso. Aqui no Brasil, por exemplo, a companhia tem parceria com as agências Lupa, Aos Fatos, AFP e Estadão Verifica.

O WhatsApp também recebeu atualizações. O aplicativo de trocas de mensagens atua na conexão de pessoas a fontes oficiais de informações sobre a pandemia.

“Mais de 150 organizações de saúde ao redor do mundo já utilizam o WhatsApp para combater a desinformação e compartilhar informações que salvam vidas. Entre elas a própria OMS (com um canal em Português), além de parcerias com autoridades de saúde em mais de 45 países, incluindo o Ministério da Saúde do Brasil, a Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo, o Instituto Butantan e a Prefeitura da cidade de Recife”, destacou a Meta.


Usa TELEGRAM?!

Venha participar do nosso Grupo Exclusivo de Ofertas e Descontos do Programadores Brasil. Aqui você encontra os melhores preços para Notebooks, Celulares, Tablets, Headsets e eletrônicos em geral! Acesse: https://t.me/progbrasilcupons https://t.me/progbrasilcupons


Sobre o Autor(a)
Jornalista e redatora, com experiência em SEO e Webwriting. Extremamente curiosa, gosto de explorar diferentes assuntos e vivenciar novas experiências. Nascida na Baixada Fluminense do Rio de Janeiro e apaixonada por escrita, literatura e por boas histórias.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia Também

Últimas Notícias