Delatora do Facebook afirma em Parlamento Europeu que a criação do metaverso é um "metaproblema"; entenda porquê
FacebookRedes Sociais

Delatora do Facebook afirma em Parlamento Europeu que a criação do metaverso é um “metaproblema”; entenda porquê

1 Minutos de Leitura

Frances Haugen afirmou estar "extremamente preocupada" no Parlamento Europeu

A ex-dirigente e delatora da Meta (Facebook), Frances Haugen, afirmou que se encontra extremamente preocupada com a criação do metaverso, na última segunda-feira (8) no Parlamento Europeu. Haugen foi a responsável por divulgar documentos internos da empresa.

“Estou extremamente preocupada com o metaverso, em parte porque acho que ilustra um ‘metaproblema‘ do Facebook, que é o fato deles realmente gostam de seguir em frente”, afirmou ex-dirigente.

Delatora da Meta afirma em Parlamento Europeu que a criação do metaverso é um "metaproblema"; entenda porque

Acusações

Para Haugen, a criação do metaverso é injusta, uma vez que a empresa não investe na melhora de problemas já existentes, e age com certa “cegueira”.

“Considero inaceitável e injusto o fato de que eles podem  pagar 10 mil engenheiros para construir videogames quando supostamente não podem pagar 10 mil engenheiros trabalhando em nossa segurança”, afirmou.

Além disso, Haugen frisou os problemas de segurança e falta de transparência da empresa para com seus usuários. De acordo com elas, essas questões tendem a aumentar com a instalação do metaverso.

“O Facebook demonstrou que mente a qualquer hora que seja útil. A ideia de que devemos preencher nossas casas e escritórios com muito mais sensores de uma empresa que não é transparente, acho que é uma má ideia”, finalizou.

Defesa

Em defesa das acusações, a Meta se pronunciou publicamente. Em comunicado, a companhia afirmou que investe em renovação de conteúdos nocivos, assim como se preocupa com a melhora e resolução de seus problemas.

“Ao contrário das alegações sobre nossa empresa, sempre tivemos os incentivos comerciais para remover conteúdos nocivos das nossas plataformas. As pessoas não querem ver esses conteúdos quando usam nossos aplicativos e os anunciantes não querem sua publicidade próxima deles.

Devemos investir mais de US$ 5 bilhões só neste ano em segurança e integridade. Portanto, mais do que qualquer outra empresa do setor. Mudamos nossos sistemas para que priorizasse os posts de familiares e amigos sabendo que isso reduziria o tempo gasto no Facebook”, disse a empresa.


Siga o Programadores Brasil no Google Notícias e Receba Notícias de Tecnologia -> CLIQUE AQUI e Confira.


Sobre o Autor(a)
Jornalista, sonhadora e apaixonada por contar história de pessoas para pessoas. Além de ser extremamente curiosa, meu entretenimento é adquirir conhecimento. Atualmente sou graduada em jornalismo com inglês avançado e muitos sonhos, além de atuar, em tempo integral, em um plano infalível de me aperfeiçoar e crescer cada vez mais :)

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *