Anatel e UnB firmam parceria para elaboração de estudos em OpenRAN
Curiosidades

Anatel e UnB firmam parceria para elaboração de estudos em OpenRAN

1 Minutos de Leitura
Foto: Reprodução/Anatel

Os resultados desses estudos darão suporte à atuação da Anatel em relação aos avanços tecnológicos

Anatel e UnB firmam parceria para elaboração de estudos em OpenRAN

Uma parceria entre a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e a Fundação Universidade de Brasília (UnB), através da assinatura de um Termo de Execução Descentralizada (TED), visa promover estudos sobre implementação da arquitetura OpenRAN no Brasil.

Este é o primeiro acordo desse tipo viabilizado pelo Centro de Altos Estudos em Telecomunicações da Anatel (Ceatel). A cerimônia foi o marco inicial do projeto, que em breve terá lançamento formal na Universidade de Brasília.

Por meio do termo será executado um projeto de pesquisa sobre Tecnologias Disruptivas, Impactos Econômicos e Adequação do Modelo Regulatório com a implementação da arquitetura OpenRAN no Ecossistema de Telecomunicações Brasileiro (OpenRAN Brasil), como possibilidade de viabilizar maior flexibilidade e eficiência de custos para infraestrutura de telecomunicações, em especial no contexto do 5G.

OpenRAN

É o conceito de Rede de Acesso Via Rádio (RAN, do inglês Radio Access Network) aberta, inteligente, virtual e interoperável, com hardwares com padrão pré-estabelecido de interconexão e softwares de fonte aberta.

Assim, módulos de diferentes fornecedores podem ser combinados devido à interface aberta e em nuvem.

Os resultados dos estudo, que deverão ser apresentados até novembro de 2023, darão suporte à atuação da Anatel em relação aos avanços tecnológicos, impactos na economia e à avaliação sobre a adequação dos modelos de arquitetura com tecnologias de software aberto.

Segundo o Plano de Trabalho apresentado, o projeto está dividido em três eixos – tecnológico, econômico e desenvolvimento de capital humano e regulatório.

As discussões do Grupo de Trabalho OpenRAN – criado pela Anatel em março, já resultaram em um primeiro produto, um relatório de acompanhamento e avaliação do OpenRAN, disponível no portal da Agência na internet.

A conclusão inicial é que o modelo para redes abertas é de fato promissor, ainda que incipiente nas redes comerciais, sendo os avanços na interoperabilidade ainda o maior desafio.

Os estudos desenvolvidos pela UnB serão acrescentados a esta primeira etapa, com uma avaliação sob a óptica da Academia, de forma a fornecer insumos à Anatel para atuar em seus novos desafios.


Siga o Programadores Brasil no Google Notícias e Receba Notícias de Tecnologia -> CLIQUE AQUI e Confira.


Sobre o Autor(a)
De Goiás para o mundo. Jornalista, redator, social media e criador de conteúdo. Graduado em Comunicação Institucional e Especialista em Metodologia de Ensino de Língua Portuguesa e Literatura. Estrategista de Marketing e empreendedor.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *