Análise revela projeções de desempenho do Bitcoin para a próxima década. Confira - Programadores Brasil
Criptomoedas

Análise revela projeções de desempenho do Bitcoin para a próxima década. Confira

2 Minutos de Leitura

Substituição do ouro como reserva de valor e "hype" da moeda são alguns dos motivos para sua valorização.

O Bitcoin vem crescendo e apresentando bons resultados no mercado de criptomoedas. Mas, quais são as projeções de desempenho para o Bitcoin na próxima década?

Uma análise divulgada pela Finder.com reúne a opinião de 50 especialistas no setor sobre a perspectiva de crescimento da criptomoeda mais famosa do mundo. As entrevistas foram realizadas entre os meses de setembro e outubro de 2021.

De acordo com os dados apurados pela Finder. com, o Bitcoin deve atingir um pico de US$80.02 dólares em 2021, antes de encerrar o ano em US$71.41. O valor é 8% maior que o previsto em julho deste ano e 37% acima do valor especulado em dezembro de 2020.

Mas não para por aí. Na opinião dos especialistas, o crescimento do Bitcoin nos próximos anos é ainda mais promissor. A expectativa é de que o valor da moeda decole, chegando a US$249,57, em 2025; e US$5.237,08, em 2030.

Especialistas apontam diferentes motivos para projeções de desempenho do Bitcoin positivas

Um dos motivos para as projeções de desempenho do Bitcoin otimistas é a substituição do ouro pela moeda digital como reserva de valor.

“A medida que continua a amadurecer e crescer em valor, usabilidade, idade e confiança, o Bitcoin deve passar a se comportar mais como uma reserva de valor parecida com o ouro. Eventualmente, o Bitcoin deve destronar o ouro como rei dos ativos de salvaguarda e, se tudo der certo, isso pode acontecer em menos de dez anos,” disse Daniel Polotsky. fundador e conselheiro chefe do CoinFlip.

Já para Fred Schebesta, fundador da Fiber.com, a alta no valor da criptomoeda se deverá ao “hype” acerca do Bitcoin.

“O Bitcoin está na moda agora. Os NFTs estão ajudando ele a bombar, há muita demanda institucional, o governo dos EUA ainda não o baniu e todo mundo está entrando na onda. Eu acredito firmemente que ele vai continuar a crescer.”

Expectativas para crescimento da moeda digital mais famosa do mundo nos próximos anos são positivas (Foto: Divulgação)

É a hora de investir em Bitcoin?

Do total de entrevistados, 46% acreditam que no momento o ideal é holdar Bitcoins. Ou seja, quem detém essa moeda deve mantê-la em sua posse, sem se deixar levar pelas variações de preço. Outros 46% defendem que também é um bom momento para compra do criptoativo.

De acordo com Martin Fröhler, CEO da Morpher, hoje se tem “um ambiente macro de bancos centrais imprimindo dinheiro à vontade, fundamentos on-chain fortes, adoção institucional e um ETF de Bitcoin baseado em futuros nos EUA devem impulsionar o BTC a novos máximos em 2021”.

Os especialistas analisaram, ainda, que existem alguns desafios no futuro do Bitcoin. Isso porque a criptomoeda se tratar de um código aberto e não ter um roteiro oficial.

Bitcoin tem duas atualizações previstas para serem lançadas em breve

Atualmente, há uma expectativa no mercado é pela primeira grande atualização do Bitcoin depois de quase quatro anos, a Taproot. A estimativa é de que a novidade, que adicionará contratos inteligentes à rede, esteja disponível neste mês de novembro.

A atualização é bastante aguardada, considerando que o Ethereum (segunda maior criptomoeda em valor de mercado), por exemplo, é uma plataforma de contratos inteligentes, enquanto o Bitcoin não.

Com a chegada da Taproot, devem haver mudanças na forma como as transações funcionam. Assim, os investidores terão mais privacidade e, de maneira geral, a atuação da rede também apresentará melhoras.

Além disso, outra atualização esperada é a Lightning Network, projetada para atuar na solução de problemas de lentidão nas transações e taxas altas do Bitcoin.

*Com informações da Finder.com*


Siga o Programadores Brasil no Google Notícias e Receba Notícias de Tecnologia -> CLIQUE AQUI e Confira.


Sobre o Autor(a)
Letícia de Jesus, 20 e poucos anos. Jornalista e redatora web. Além da redação de conteúdos, flerto com o universo do Marketing Digital e Social Media.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *