Live de Bolsonaro é derrubada pelo Facebook por conter fake news que associava vacina da Covid-19 com AIDS. Entenda - Programadores Brasil
FacebookPolítica

Live de Bolsonaro é derrubada pelo Facebook por conter fake news que associava vacina da Covid-19 com AIDS. Entenda

2 Minutos de Leitura

O Facebook tirou do ar a live do presidente Jair Bolsonaro na última quinta-feira (21), em que o chefe de Estado diz ter lido em um relatório que a vacina contra a Covid-19 pode causar AIDS.

Veja também: [+] Cupom de U$100 para criar seu Servidor na Digital Ocean

Live de Bolsonaro é derrubada pelo Facebook por conter fake news que associava vacina da Covid-19 com AIDS. (Imagem: Captura de Tela)

Segundo um porta-voz da rede social, a medida faz parte do combate à desinformação adotado pela plataforma de Mark Zuckerberg. Além disso, outros vídeos com fake news do presidente já haviam sido apagados do Youtube também. Mas, esta é a primeira vez que uma live do presidente é derrubada pelo Facebook.

Para esclarecer, o Facebook informou que suas redes sociais não permitem que sejam publicadas notícias falsas a respeito da pandemia de Covid-19. “Nossas políticas não permitem alegações de que as vacinas de Covid-19 matam ou podem causar danos graves às pessoas”, disse o porta-voz.

Veja também: [+] Cupom de U$100 para criar seu Servidor na Digital Ocean

Bolsonaro induz que vacina causa AIDS, o que é falso!

Na live que o presidente realizou com seus seguidores na última quinta-feira (21), ele leu uma mensagem relatando que o governo do Reino Unido teria mostrado um relatório onde pessoas vacinadas estariam desenvolvendo Síndrome de Imunodeficiência Adquirida (AIDS).

Só vou dar notícia, não vou comentar. Já falei sobre isso no passado, apanhei muito…vamos lá: ‘relatórios oficiais do governo do Reino Unido sugerem que os totalmente vacinados… quem são os totalmente vacinados? Aqueles que depois da segunda dose né… 15 dias depois, 15 dias após a segunda dose.. totalmente vacinados…estão desenvolvendo Síndrome da Imunodeficiência Adquirida muito mais rápido do que o previsto. Portanto, leiam a matéria, não vou ler aqui porque posso ter problema com a minha live”, disse o presidente.

Veja também: [+] Cupom de U$100 para criar seu Servidor na Digital Ocean

No entanto, o Departamento de Saúde e Assistência Social do Reino Unido desmentiu o fato e disse se tratar de uma fake news. Segundo o órgão, nunca existiu relatório associando a vacina à contaminação da AIDS.

Bolsonaro alega que leu a matéria na revista Exame

Como justificativa, o presidente disse que leu sobre a pesquisa em uma reportagem da revista Exame publicada em outubro de 2020, quando as vacinas ainda estavam em desenvolvimento. No entanto, a notícia foi atualizada recentemente e destacou que os cientistas se basearam em análises feitas em 2007 com um adenovírus específico usado na pesquisa de vacinas contra o HIV (vírus da imunodeficiência humana).

*Com informações Olhar Digital*


Siga o Programadores Brasil no Google Notícias e Receba Notícias de Tecnologia -> CLIQUE AQUI e Confira.


Sobre o Autor(a)
Jornalista, criadora de conteúdo e redatora desde 2011. Sou a mineira que veio do interior e que virou carioca por amor. Sempre antenada com o mundo ao meu redor e curiosa por natureza, já aterrissei em diversas editorias e segmentos da comunicação. Mas, a minha paixão mesmo é aquela boa mistura da tecnologia com a informação. Atualmente, pós-graduanda em Gestão Estratégica de Marketing Digital, hoje me divido entre trabalho, diversão, família e agora mãe!

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *