Entenda mais detalhes sobre o que aconteceu com o WhatsApp, Instagram e Facebook no último dia 4 - Programadores Brasil
Redes Sociais

Entenda mais detalhes sobre o que aconteceu com o WhatsApp, Instagram e Facebook no último dia 4

3 Mins read

A última segunda-feira foi atípica para os usuários das redes sociais que pertencem ao grupo Facebook. WhatsApp, Instagram e Facebook ficaram fora do ar por cerca de 6 horas, em todo o mundo, afetando mais de 3,5 bilhões de usuários.

Mas afinal, o que aconteceu com o WhatsApp, Facebook e Instagram?

Basicamente, o que ocorreu no último dia 4 foi que os sistemas do Facebook, empresa dona das três redes sociais, pararam de se comunicar com a Internet.

Em outras palavras, foi como se “alguém tivesse puxado os cabos de seus data centers de uma só vez e os desconectado da internet”, conforme explicou a empresa de infraestrutura web, Cloudflare.

Já a explicação do Facebook foi um pouco mais técnica. Segundo a empresa, “mudanças de configuração nos roteadores de Backbone, que coordenam o tráfego de rede entre nossos centros de dados, causaram problemas que interromperam esta comunicação”.

O que ocorre na prática é que o Facebook têm suas próprias redes de internet, assim com outras grandes empresas. Ou seja, os sistemas autônomos.

Assim, para acessar o Facebook (ou Instagram ou WhatsApp) o sistema back-end, que permite que os computadores se conectem à sua rede, usa o Border Gateway Protocol (BGP) – uma espécie de serviço postal para a internet.

Esse serviço é o responsável por direcionar as pessoas aos sites que desejam visitar. Assim, o BGP analisa todos os caminhos disponíveis que os dados podem percorrer em busca da melhor rota.

Na segunda-feira, o Facebook parou repentinamente de fornecer as informações de que o sistema precisava para funcionar. Por isso, os computadores de ninguém tinham como se conectar ao Facebook ou a outros sites do grupo.

Veja também: [+] Os melhores Smartphones com super desconto na Amazon. Clique e confira.

Queda do WhatsApp, Instagram e Facebook acarretou prejuízos para pequenos empreendedores

De acordo com o site Downdetector, que rastreia interrupções, cerca de 10,6 milhões de problemas foram relatados em todo o mundo. Este é maior número já registrado.

Para muitas pessoas a falta de acesso foi, apenas, uma inconveniência. Mas, para pequenos empreendedores de todo o mundo, a pane resultou em um problema sério, visto que muitos ficaram sem alternativas para se comunicar com seus clientes.

Além disso, algumas empresas que mantém equipes trabalhando remotamente perderam sua principal ferramenta de comunicação: o WhatsApp.

No início da pane diversos usuários recorreram ao Twitter para fazer piadas com a situação. Mas, ao passar das horas o problema foi se agravando, inclusive com relatos de caos na sede do Facebook na Califórnia.

Sheera Frenkel, repórter de tecnologia do New York Times, disse à BBC que parte do motivo da demora para consertar o problema era porque “as pessoas que tentavam descobrir qual era o problema não conseguiam nem mesmo entrar fisicamente no prédio”.

Isso porque a falha afetou sistemas internos do Facebook, incluindo os e-mails dos funcionários e o passe para entrada na empresa.

Queda das redes sociais do grupo Facebook impactou a comunicação em todo o mundo (Foto: Divulgação)

Especialistas questionam concentração dos principais serviços de internet nas mãos de algumas grandes empresas

Mike Proulx, analista da empresa de pesquisas Forrester, disse que o incidente levanta questões sobre a forma como o Facebook reuniu muitas de suas operações técnicas nos últimos anos.

Segundo ele, se futuramente algo der errado pode haver “um efeito em cascata, como as velhas luzes de Natal em que um apaga, todos apagam”.

Vale lembrar que o Facebook já experimentou interrupções antes, mas geralmente elas são corrigidas em cerca de uma hora. Um apagão mais longo como esse demonstra o problema de grande parte das comunicações do mundo estarem concentradas no Vale do Silício.

A situação levanta, inclusive, questionamentos sobre o fato do funcionamento da Internet estar concentrado nas mãos de, apenas, algumas grandes empresas.

O maior problema para o próprio Facebook foi o efeito que a queda do WhatsApp, Instagram e Facebook teve em sua receita e no preço das ações. Com o desligamento, os anúncios não foram veiculados por mais de seis horas em suas plataformas.

Alguns sites especulam que a paralisação poderia ter varrido até US$ 6 bilhões da riqueza pessoal de Zuckerberg, com suas ações caindo quase 5%. Já outros estimam que a perda de receita para a empresa pode chegar a mais de US$ 60 milhões.

Este é só mais um golpe em meio a um momento conturbado da empresa. Na última terça-feira, 5, um denunciante responsável por vazar muitos documentos internos da empresa, participou de uma audiência no Senado dos EUA.

Além disso, o Facebook virou alvo de questionamentos sobre práticas, como desinformação, incitação ao ódio e manipulação de dados do usuário, ou se – como diz o denunciante – a empresa está colocando “crescimento acima da segurança”.

Veja também: [+] Compre seu Notebook com super Desconto na Amazon.

*Com informações da BBC News*


Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *