Activision anuncia adoção de um sistema RICOCHET Anti-Cheat no game Call of Duty para reprimir trapaceiros. Veja - Programadores Brasil
Gaming

Activision anuncia adoção de um sistema RICOCHET Anti-Cheat no game Call of Duty para reprimir trapaceiros. Veja

2 Mins read

A Activision divulgou no último dia 13 uma nota informando sobre a adoção de um sistema RICOCHET Anti-Cheat no game Call of Duty. A medida visa a reprimir trapaceiros.

Na conta oficial do jogo no Twitter, uma publicação feita no dia 12 já alertava sobre a insatisfação com trapaceiros:

A Activision baniu milhares de contas por conta de artimanhas pouco honestas de alguns jogadores. Mas, a medida não resolveu o problema.

No comunicado, a empresa ressalta que, apesar de fazer esforços para combater a trapaça no jogo, ainda há muito a ser feito. Por isso, acaba de divulgar um sistema anti-cheat robusto desenvolvido por uma equipe de profissionais dedicados na luta contra o jogo injusto.

Veja também: [+] Compre seu Velvet Assassin para PC com super desconto na Amazon.

Empresa ainda lançará novo driver de nível de kernel para quem joga Call of Duty no PC

Conforme explicou a Activision, com a RICOCHET Anti-Cheat o servidor terá acesso a novas ferramentas, que ajudam na identificação de trapaças. Além disso, oferece atualizações para fortalecer a segurança da conta.

Os recursos de segurança anti-cheat de back-end do RICOCHET Anti-Cheat serão lançados junto com Call of Duty: Vanguard, ainda este ano. Além disso, está previsto o lançamento de uma atualização do Pacífico para Call of Duty: Warzone.

A Activision também trabalha no lançamento de um novo driver de nível de kernel do PC, desenvolvido internamente para a franquia Call of Duty. O recurso deve ser lançado, primeiramente, para o Call of Duty: Warzone.

O driver também ajudará na identificação de trapaceiros, além de reforçar e fortalecer a segurança geral do servidor. Vale ressaltar que o driver do kernel é apenas uma parte do RICOCHET Anti-Cheat e será lançado no PC, por extensão. A medida também beneficiará gamers do console, que jogam via cross-play contra jogadores no PC.

Call of Duty: Warzone será o primeiro a receber driver do kernel (Foto: Reprodução/Actvision)

Trapaças em jogos de PC se tornaram mais comuns desde o último ano

Segundo apurou a reportagem do The Verge, Call of Duty: Warzone não é o único jogo para PC afetado por trapaceiros. Desde o ano passado, a prática tem piorado, de modo que aimbots e wallhacks agora são comuns nos jogos de tiro mais competitivos da indústria.

Os aimbots, por exemplo, bloqueiam automaticamente os oponentes, tornando mais fácil acertar tiros na cabeça. Já os wallhacks expõem todos no mapa, assim os trapaceiros conseguem localizar seus oponentes o tempo todo.

Ainda de acordo com a reportagem, a indústria tem investido em ferramentas como Easy Anti-Cheat e BattlEye, que também usam drivers em nível de kernel. No entanto, ainda é um grande investimento ter equipes dedicadas a combater hackers e autores de malware.

Veja também: [+] Compre seu Mad Max para PC com super desconto na Amazon.

*Com informações do site oficial do Call of Duty e do The Verge*


Sobre o Autor(a)
Letícia de Jesus, 20 e poucos anos. Jornalista e redatora web. Além da redação de conteúdos, flerto com o universo do Marketing Digital e Social Media.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *