Novo Realme C21Y possui suporte a NFC, tela de 6,5”, Android 11, bateria de 5.000 mAh e pode custar menos de R$ 1 mil. Confira - Programadores Brasil
Celulares e Smartphones

Novo Realme C21Y possui suporte a NFC, tela de 6,5”, Android 11, bateria de 5.000 mAh e pode custar menos de R$ 1 mil. Confira

2 Mins read

A Realme lançou seu novo celular, o C21Y, nesta quinta-feira (23), para o mercado brasileiro. Exibindo três câmeras, bateria de alta duração e suporte a NFC para pagamentos por aproximação, o smartphone também oferece uma experiência mais imersiva em vídeos e jogos.

Novo Realme C21Y possui suporte a NFC, tela de 6,5”, Android 11, bateria de 5.000 mAh e pode custar menos de R$ 1 mil. (Imagem: Realme/Divulgação)

Veja também: [+] Os melhores Smartphones com super desconto na Amazon. Clique e confira.

Além disso, com uma tela LCD de 6,5 polegadas, resolução HD+ e proporção 20:9, o display do Realme C21Y ocupa 88,7% do corpo do aparelho, segundo informou a fabricante. Outra novidade é que o celular já  vem com o Android 11, processador Unisoc T610 de 12 nanômetros, oito núcleos e 1,8 GHz, enquanto a GPU é a Mali G52.

Mas, os consumidores que comprarem o novo celular de entrada da Realme levarão um aparelho com 4GB de RAM e 128GB de armazenamento interno, podendo expandir para até 256GB com cartão microSD.

Veja também: [+] Os melhores Smartphones com super desconto na Amazon. Clique e confira.

Já com relação às câmeras, a lente principal de 13 MP tem zoom de até 4x e suporte ao autofoco PDAF, sensor macro de 2 MP, assim como o sensor de profundidade. No entanto, a lente frontal é de 5 MP.

Segundo a Realme, o conjunto de câmeras possui recursos de inteligência artificial que podem fazer registros fotográficos com mais qualidade de nitidez mesmo em condições com pouca luz.

Veja também: [+] Os melhores Smartphones com super desconto na Amazon. Clique e confira.

(Imagem: Realme)

Mais destaques do Realme C21Y 

Disponível nas cores Cross Blue (azul) e Cross Black (preto), um dos principais destaques do novo Realme C21Y é a duração da bateria de 5.000 mAh, que ainda oferece possibilidade de recarga reversa. Embora o modelo não seja compatível com o modo rápido de carregamento, existente em outras linhas da marca.

Há também o leitor de impressão digital e reconhecimento facial, alto-falante na traseira e conexão via USB. Além disso, o celular tem certificação TÜV Rheinland de Alta Confiabilidade e é resistente à arranhões e marcas de digitais.

Veja também: [+] Os melhores Smartphones com super desconto na Amazon. Clique e confira.

(Imagem: Realme)

Preço e disponibilidade

Por ser uma das “opções mais baratas de smartphone com NFC”, o Realme C21Y está custando R$ 1.299. No entanto, entre os dias 27 de setembro e 1º de outubro, o aparelho será vendido por até R$ 999 nas principais lojas online.


Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Continue Lendo

Xiaomi marca evento de lançamento do Redmi Note 11 para o próximo dia 28. Confira os detalhes

Black Friday 2021: veja a lista com opções de smartphones que apresentam bom custo-benefício

Especulações apontam qual poderá ser o valor do Google Pixel 6 e sua versão Pro. Confira

União Europeia pode forçar Apple a Adotar o USB-C como porta padrão de carregamento. Entenda.

Samsung deve alterar lançamento do Galaxy S22 para apresentar antes Galaxy S21 FE. Saiba mais

iPhone 14: novo rumor aponta que aparelho pode ter capacidade de armazenamento de até 2TB. Entenda

Novo intermediário da Samsung, Galaxy F42 5G será lançado com câmera de 64 MP, até 8 GB de RAM e com expansão de memória interna de até 1 TB. Saiba mais

Análise aponta que iPhone 13 usa memória RAM da geração passada. Entenda quais motivos podem ter levado a essa decisão

Fairphone 4: Vazamento sugere que novo celular sustentável será lançado em breve com conectividade 5G, Snapdragon 750G, da Qualcomm, e até 128 GB de armazenamento interno. Confira

iPhone 14: próxima geração de smartphones Apple deve apresentar mudança "radical" no design, palpitam analistas