Brasil é o sétimo país que mais sofreu ataques de ransomware em 2021, aponta relatório. Saiba mais - Programadores Brasil
Segurança Digital

Brasil é o sétimo país que mais sofreu ataques de ransomware em 2021, aponta relatório. Saiba mais

2 Mins read

Dos países que mais sofreram ataques de ransomware no primeiro semestre de 2021, o Brasil está em sétimo lugar no ranking. A informação é de uma pesquisa realizada pela Apura Cyber Intelligence, que só no período registrou 69 ocorrências. No entanto, os segmentos que mais foram atingidos pelos ataques foram de instituições de saúde (12), indústria(11) e setor público (7).

Veja também: [+] Cupom de U$100 para criar seu Servidor na Digital Ocean

Brasil é o sétimo país que mais sofreu ataques de ransomware em 2021, aponta relatório. (Imagem: Freepik/ rawpixel.com/Reprodução)

Para esclarecer, depois que entrou em vigor a nova Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), esses tipos de ataques de ransomware vem crescendo cada vez mais no Brasil. Segundo avaliação da Apura, nesse tipo de crime de dupla extorsão às pessoas jurídicas, os hackers tentam obter o máximo de lucro, exigindo pagamentos exorbitantes para que eles descriptografem os dados e também para que as informações confidenciais não sejam divulgadas.

Portanto, o estudo partiu de informações obtidas pelas próprias empresas-alvo dos ataques de duplas extorsão de ransomware em sites da dark web. Ou seja, este é o local onde os hackers costumam ficar bem ativos, de acordo com um levantamento da empresa de cibersegurança Darktracer, divulgado até 30 de junho de 2021.

Veja também: [+] Cupom de U$100 para criar seu Servidor na Digital Ocean

Relatório aponta 2573 ataques de ransomware

Então, o relatório aponta que 2573 companhias de 90 países e de todos os setores da economia tiveram informações publicadas nesses sites. No entanto, os segmentos mais afetados foram a indústria (473 ataques), tecnologia (227), engenharia/arquitetura (226) e saúde (188).

Mas, com relação aos países que mais sofreram ataques de ransomware, estão os Estados Unidos, com 1346 ataques no período; Canadá (171); França (129); Reino Unido (124) e Alemanha (100). Portanto, além do Brasil, o ranking das dez nações mais atacadas têm também Austrália (47); Espanha (41) e Índia (31).

Veja também: [+] Cupom de U$100 para criar seu Servidor na Digital Ocean

Além disso, a pesquisa da Apura Cyber Intelligence também identificou 39 grupos de ataques que mantiveram sites de informações roubadas das vítimas.

O primeiro da lista, portanto, é o Conti, que afeta todas as versões do Windows. Relembrando, às vésperas do Natal passado, o ransomware roubou 1,2 GB de dados do sistema da Agência Escocesa de Proteção Ambiental. Então, depois que o pedido de resgate foi negado, os hackers vazaram 4 mil arquivos, entre contratos, documentos de estratégia e bancos de dados.

Veja também: [+] Cupom de U$100 para criar seu Servidor na Digital Ocean

E em segundo lugar, o grupo mais ativo nos ataques registrados pelo levantamento é o Sodinokibi (REvil). Esse grupo chegou a atingir a Acer, fabricante de eletrônicos, em março. Neste golpe, os hackers exigiram US$ 50 milhões, o maior valor de resgate já pedido em um golpe do tipo. Além disso, a mesma equipe é conhecida por realizar outros golpes de grande porte, como o que ocorreu recentemente com a JBS e a Kaseya.


Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *