Anonymous assume autoria de ataque responsável pelo vazamento de dados de sites de extrema direita - Programadores Brasil
Segurança Digital

Anonymous assume autoria de ataque responsável pelo vazamento de dados de sites de extrema direita

2 Mins read

Membros do grupo Anonymous confirmaram que foram os responsáveis pelo vazamento de dados de sites de extrema direita. Na ação, ocorrida no último dia 13 de setembro, mais de 180 GB de dados do provedor de hospedagem Epik foram disponibilizados para download via Torrent.

O pacote continha informações de diversas organizações de extrema direita, incluindo as plataformas Parler,8chan, Gab e Texas GOP. De acordo com o coletivo hacktivista, o conjunto de arquivos contém “uma década de dados da empresa [Epik]”.

Conforme afirmou o Anonymous, as informações vazadas permitiriam rastrear a propriedade e o gerenciamento de redes sociais e plataformas conservadoras.

Em outras palavras, ativistas, pesquisadores e demais interessados podem acessar dados e identidades de clientes da Epik, entre outras informações confidenciais.

O provedor atende usuários dispensados de outros serviços, por conta de conteúdos às vezes ilícitos divulgados por esses grupos. Um dos clientes da Epik, por exemplo, é a rede social Parler.

Veja também: [+] 4 Dicas de Como Escolher Os Melhores Cursos de Programação.

Comunicado anonymous
Comunicado da Anonymous deixado no site da Epik (Foto: Reprodução/Tecmundo)

Epik nega ter sofrido ataque por parte do grupo Anonymous

A plataforma foi banida pela Amazon, Apple e Google após a invasão do Capitólio dos Estados Unidos, no início deste ano. A rede, usada por seguidores do ex-presidente norte-americano, Donald Trump, também vem se destacando no Brasil, especialmente entre apoiadores do presidente Jair Bolsonaro.

Embora o Anonymous tenha confirmado o vazamento de dados dos sites de extrema direita, a Epik nega a ocorrência de um ataque.

Um representante da empresa disse, por meio de uma nota enviada ao Ars Technic, que “não temos conhecimento de nenhuma violação. Levamos a segurança dos dados de nossos clientes muito a sério e estamos investigando a alegação”.

Mas, após a empresa não reconhecer a violação da sua base de dados, o Anonymous realizou uma nova investida contra o site do provedor. O grupo postou uma nota na página de suporte da Epik, posteriormente removida pelo provedor, em resposta ao comunicado emitido pela empresa.

Além disso, o coletivo também desfigurou o site do grupo Texas GOP, cliente do provedor. O Texas GOP atuou na aprovação de uma nova lei antiaborto no estado do Texas (Estados Unidos).

Veja também: [+] Cupom de U$100 para criar seu Servidor na Digital Ocean

*Com informações do Tecmundo*


Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *