Criminoso se passa por técnico da Apple e rouba 620 mil fotos do iCloud para encontrar imagens de mulheres nuas. Entenda o caso - Programadores Brasil
Segurança Digital

Criminoso se passa por técnico da Apple e rouba 620 mil fotos do iCloud para encontrar imagens de mulheres nuas. Entenda o caso

2 Mins read

Mais de 620 mil fotos e 9 mil vídeos privados de contas do iCloud foram roubados por um criminoso do condado de La Puente, em Los Angeles (EUA). A publicação sobre o caso foi feita nesta terça-feira (24) quando Hao Kuo Chi, de 40 anos, atendido pelo codinome David, confessou ser culpado de obter acesso não autorizado e invadir as contas na tentativa de achar imagens de mulheres nuas, no início do mês.

Criminoso se passa por técnico da Apple e rouba 620 mil fotos do iCloud para encontrar imagens de mulheres nuas. (Imagem: Divulgação/Apple)

Veja também: [+] Cupom de U$100 para criar seu Servidor na Digital Ocean

Segundo testemunhos de autoridades federais, documentos judiciais e uma investigação do FBI, Hao Kuo Chi se apresentava como funcionário do suporte ao cliente da Apple e conseguia as informações de login das pessoas. Ele admitiu ainda que se fazia passar por representante da Apple, enviando e-mail para as vítimas de seus golpes. Quando ele encontrava as fotos com cenas de nudez, elas eram armazenadas em sua conta no Dropbox, com o nome de “vitória”.

Além disso, a investigação revelou também que Chi roubava as imagens por encomenda. Para esclarecer, ele se apresentava na internet como “iCloudRipper4You” e recebia solicitações para invadir contas do icloud de determinadas pessoas. Ele então se passava por empregado da Apple, e usava e-mails falsos “applebackupicloud” e “backupagenticloud”.

O criminoso recebia solicitações de “clientes” para invadir contas do icloud de determinadas pessoas e usava e-mails falsos. (Imagem: AppleInsider/ Reprodução)

Veja também: [+] Cupom de U$100 para criar seu Servidor na Digital Ocean

Como o criminoso do iCloud foi descoberto?

Segundo apuração do jornal Los Angeles Times, o agente do FBI Anthony Bossone informou que depois de hackear a conta do iCloud da qual tinha uma solicitação de imagens, Chi recebia o pagamento e respondia ao “cliente” com um link do Dropbox. Portanto, o investigador de crimes cibernéticos encontrou mais de 500 mil e-mails enviados pelo criminoso, além de 4,7 mil IDs e senhas de usuários do iCloud e imagens de 306 vítimas.

No entanto, a situação começou a se complicar para Chi em 2018 quando ele conseguiu acessar a conta do iCloud de uma famosa celebridade não identificada, e suas imagens começaram a ser publicadas em um site pornográfico. Então, não demorou muito para que os responsáveis pela investigação iniciassem um rastreio de login da nuvem até chegar na casa de Chi. Portanto, após isso, os investigadores enviaram um mandado de busca, que só foi realizado no último 19 de maio.

Veja também: [+] Cupom de U$100 para criar seu Servidor na Digital Ocean

Por fim, no dia 5 de agosto, Chi confessou a culpa de uma acusação de conspiração e de mais três acusações de obter acesso não autorizado a um computador protegido. Sendo assim, ele pode pegar até cinco anos de prisão por cada um dos quatro crimes.


Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *