Criptomoedas

Cibercriminosos devolvem US$ 610 milhões em criptomoedas roubadas de plataforma de finanças. Entenda o caso

1 Minutos de Leitura

Os cibercriminosos que invadiram a plataforma de criptomoeda Poly Network devolveram todos os US$ 610 milhões (R$ 3,2 bilhões) roubados no início de agosto. A informação foi dada pela própria companhia através do Twitter na última segunda-feira (23).

Na publicação, a Poly Network afirmou que conseguiu recuperar o controle de todos os ativos, com exceção de US$ 33 milhões da moeda estável Tether, que estavam congelados pela empresa responsável por sua administração. Inclusive, a plataforma disse que tentou conversar com a Tether para que ela liberasse os fundos depois do ocorrido.

Cibercriminosos devolvem US$ 610 milhões em criptomoedas roubadas de plataforma de finanças. (Imagem: Dado Ruvic/Reuters)

Veja também: Confira os 3 Melhores Cursos para Aprender Python

Mas, inusitadamente, os cibercriminosos devolveram todos os investimentos alegando que só realizaram o ataque por diversão. Tudo com o intuito de expor a vulnerabilidade dos contratos digitais da plataforma de criptomoedas, e que por isso, sempre planejaram devolver todos os tokens.

No entanto, alguns analistas de blockchain duvidaram da intenção, alegando que eles simplesmente não conseguiram achar uma maneira mais fácil de levar a criptomoeda roubada. Para esclarecer, das moedas populares roubadas, foram cerca de US$ 267 milhões de ethereum, além de US$ 252 milhões de binance coin, e aproximadamente US$ 85 milhões em USDC.

Veja também: Confira os 3 Melhores Cursos para Aprender Python

Sobre a plataforma de criptomoedas Poly Network

A Poly Network é um nome não tão conhecido no mundo das criptomoedas, mas ela trabalha como uma plataforma de finanças descentralizada (DeFi) que facilita transação peer-to-peer (pessoa para pessoa). Além disso, ela tem foco em permitir que os usuários transfiram ou troquem os tokens em diferentes blockchains.

Em suma, a companhia havia anunciado sobre o roubo das criptomoedas no dia 10 de agosto. Mas, alegou que no dia seguinte os cibercriminosos já teriam começado a devolver as moedas digitais.


Siga o Programadores Brasil no Google Notícias e Receba Notícias de Tecnologia -> CLIQUE AQUI e Confira.


Mais Lidas da Semana

Em parceria com a Balmain, Barbie estreia no mundo das NFTs. Saiba mais

Desafio do Banco Central vai avaliar soluções tecnológicas para implementação de moeda digital no Brasil

PayPal Coin: PayPal estuda lançamento de criptomoeda própria. Veja

O ano do Bitcoin e as perspectivas para as criptomoedas em 2022. Veja

Coréia do Sul quer bloquear NFTs nas lojas de aplicativos da Apple e Google. Entenda

Ozzy Osbourne lança coleção de NFTs. Saiba mais

Empresa de segurança alerta sobre malware criado para roubar carteiras de criptomoedas no Telegram. Saiba mais

Tendências em criptomoedas para 2022: especialistas indicam que esses ativos devem continuar em alta. Confira

Musk afirma que Tesla aceitará pagamentos em dogecoins. Saiba mais

Novi inicia testes nos EUA para pagamentos com criptomoedas, via WhatsApp. Entenda

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *