Windows 365: Microsoft anuncia serviço de PCs por assinatura em nuvem que pode ser executado de computadores, tablets e celulares sem consumir espaço. Entenda - Programadores Brasil
Curiosidades da MicrosoftWindows

Windows 365: Microsoft anuncia serviço de PCs por assinatura em nuvem que pode ser executado de computadores, tablets e celulares sem consumir espaço. Entenda

3 Mins read

A Microsoft está colocando o Windows 365 na nuvem, um novo serviço por assinatura que permitirá às empresas acessarem PCs de qualquer lugar, transmitindo uma versão do Windows 10 ou Windows 11 por meio de um app ou navegador web a partir de computadores, tablets ou celulares.

Windows 365: Microsoft anuncia serviço de PCs por assinatura em nuvem que pode ser executado de computadores, tablets e celulares sem consumir espaço.  (Imagem: Divulgação/Microsoft)

Embora a virtualização e o acesso remoto aos PCs já existam por mais de uma década, a Microsoft está apostando no Windows 365 para oferecer PCs em nuvem às empresas, enquanto elas estão misturando escritório e trabalho remoto.

Veja também: [+] 4 Dicas de Como Escolher Os Melhores Cursos de Programação.

(Imagem: Divulgação/Microsoft)

Como funcionará o Windows 365 na nuvem?

O Windows 365 funcionará em qualquer navegador moderno ou por meio do aplicativo Remote Desktop da Microsoft, e permitirá que os usuários acessem seu PC na nuvem a partir de uma variedade de dispositivos. “O Windows 365 oferece uma experiência de inicialização instantânea”, explicou Wangui McKelvey, gerente geral da Microsoft 365. 

Portanto, esse acesso instantâneo vai permitir que os funcionários transmitam suas sessões do Windows com todos os mesmos aplicativos, ferramentas, dados e configurações em Macs, iPads, Linux e dispositivos Android. “Você pode continuar de onde parou, porque o estado do seu PC na nuvem permanece igual, mesmo quando você troca de dispositivo”, completou McKelvey.

O Windows 365 só estará disponível em seu lançamento, que será em 2 de agosto, e terá um custo de assinatura mensal por usuário. No entanto, a Microsoft não deu detalhes exatos sobre os preços, o que deve acontecer até o próximo mês. Mas, o que se sabe até o momento é que o sistema operacional na nuvem foi projetado apenas para empresas, tanto as individuais e menores até empresas com milhares de funcionários.

Portanto, haverá dois SKUs do Windows 365: Business e Enterprise. Ambos são alimentados pelo Azure Virtual Desktop. Mas, PCs em nuvem individuais podem ser configurados com até oito CPUs, armazenamento de até 512 GB, memória RAM de até 32 GB.

Windows 365 (Imagem: Divulgação/Microsoft)
(Imagem: Divulgação/Microsoft)

Veja também: [+] 4 Dicas de Como Escolher Os Melhores Cursos de Programação.

Além disso, a Microsoft está oferecendo 12 configurações diferentes para Windows 365 Business e Enterprise, e as empresas serão capazes de dimensionar o poder de processamento. Portanto, haverá muitas opções para escolher.

Tecnicamente, a oferta do Windows na nuvem pela Microsoft não é muito diferente da maioria das opções que as empresas já podem optar pela virtualização. A empresa já ofereceu tecnologia semelhante ao Azure Virtual Desktop, que é o caso da Citrix, que já oferece desktops hospedados em nuvem há anos. 

Veja também: [+] 4 Dicas de Como Escolher Os Melhores Cursos de Programação.

Diferenciais do Windows 365

Mas, a Microsoft está tentando se diferenciar na facilidade de uso e no gerenciamento. “O Windows 365 realmente fará uma grande diferença para as organizações que queriam experimentar a virtualização por vários motivos, mas não puderam – talvez fosse muito caro, muito complexo ou eles não tinham o conhecimento interno para fazer isso”, disse McKelvey.

Em suma, as empresas serão capazes de criar PCs em nuvem em minutos e atribuí-los aos funcionários, evitando a necessidade de hardware físico dedicado. Isso pode ser atraente para muitas companhias que contratam funcionários remotos ou até mesmo terceirizados que precisam acessar com segurança uma rede corporativa. Como todo o PC com Windows está na nuvem, os usuários não precisam navegar por VPNs ou se preocupar com a segurança dos dispositivos pessoais.

Embora o Windows 365 pareça perfeitamente planejado para empresas que buscam lidar com as complexidades do trabalho remoto, a Microsoft vem trabalhando no serviço há anos. O grupo de sistemas operacionais da gigante da tecnologia estava trabalhando em um projeto de codinome “Arcádia”, um serviço para transmitir videogames da nuvem. Arcadia remonta à Microsoft, demonstrando o Halo rodando em um Windows Phone em 2013. Esse trabalho de virtualização inicial acabou levando ao Windows 365 o foco em torná-lo amigável ao consumidor.

Windows 365 (Imagem: Divulgação/Microsoft)
 (Imagem: Divulgação/Microsoft)

Veja também: [+] 4 Dicas de Como Escolher Os Melhores Cursos de Programação.

“Quando construímos esta equipe, trouxemos alguns líderes com experiência com virtualização, mas na maioria das vezes trouxemos pessoas que tinham experiência com o Windows e com o consumidor, porque esse era o padrão que queríamos definir,” afirmou Scott Manchester, diretor de gerenciamento de programas do Windows 365.

Mas, a pandemia veio e acelerou o trabalho no Windows 365, tornando o foco mais amplo da Microsoft no trabalho híbrido. Por isso, ela tem aprimorado constantemente o Microsoft Teams e traçado suas metas para o futuro das reuniões de trabalho remoto e muito mais.

O Windows 365 será lançado no dia 2 de agosto somente para empresas nos Estados Unidos. Mas, no Brasil ainda não existe data definida para a chegada do novo serviço em nuvem da Microsoft.

*Com informações The Verge*


Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *