Termo “gamer” se tornou obsoleto, afirma executiva da Electronic Arts (EA). Entenda - Programadores Brasil
Gaming

Termo “gamer” se tornou obsoleto, afirma executiva da Electronic Arts (EA). Entenda

1 Mins read

Com mais marcas tentando entrar no mundo dos jogos e alcançar os “jogadores”, Elle McCarthy, vice-presidente do departamento de brand da Electronic Arts (EA), disse que o termo “gamer” se tornou obsoleto. Segundo ela, com menos usuários se identificando como gamers, as marcas precisam mudar suas abordagens de marketing, desenvolvendo estratégias mais diversificadas para diferentes grupos de pessoas.

Termo “gamer” se tornou obsoleto, afirma executiva da Electronic Arts (EA). (Imagem: Unsplash/Reprodução)

Veja também: [+] Monitores Gamer com Super Desconto na Amazon. Clique e confira.

“O recente aumento de serviços de streaming de jogos permite uma integração mais rápida de cultura do que nunca. Esse é um momento de grande oportunidade para o marketing e força uma abordagem mais fluida e voltada para o público, no qual as marcas procuram se envolver de forma autêntica”, explicou a executiva em recente entrevista ao site AdWeek.

Questionada sobre como as empresas poderiam fazer parceria com jogos ou falar direto com os jogadores, ela afirmou que “não existe mais essa terminologia [gamer] e entender isso será crucial para o futuro criativo da indústria”.

Para Elle McCarthy, VP de brand da EA, o termo ‘gamer’ está desatualizado. (Imagem: AdWeek/Reprodução)

Veja também: [+] Monitores Gamer com Super Desconto na Amazon. Clique e confira.

Política de identidade em espaços de jogos e combate à discriminação na indústria

Dados mencionados por McCarthy também apontam que apenas 14% dos jogadores se identificam como gamer, e desse grupo, somente 6% representa as mulheres. Utilizando este contexto, a executiva da EA também se posiciona como ativista frente a causas contra discriminação e assédio sexual envolvendo o espaço de interação dos jogadores.

Além disso, ela destacou que os jogos não são vistos mais somente como um meio ou uma indústria. Pelo contrário, a união de diferentes comunidades de “nichos, multifacetadas e apaixonadas” também envolvem questões de identificação. Portanto, os jogos têm a capacidade de tornar o ambiente onde as pessoas podem se sentir mais livres para se expressar com segurança.

*Com informações AdWeek*


Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *