Recurso que permite transferência de dinheiro via WhatsApp já está disponível para 100% da base de usuários brasileira. Saiba como usar - Programadores Brasil
Tutoriais para WhatsappWhatsapp

Recurso que permite transferência de dinheiro via WhatsApp já está disponível para 100% da base de usuários brasileira. Saiba como usar

3 Mins read

A função de transferência de dinheiro via WhatsApp já está liberada para os usuários brasileiros. A própria companhia confirmou a informação na última terça-feira, 29.

A novidade, lançada no início de maio, foi liberada gradualmente para os usuários. Desse modo, as pessoas que recebiam pagamentos pelo aplicativo tinha o acesso à funcionalidade liberado automaticamente.

Agora, a opção já está disponível para 100% da base de usuários. Mas, somente pessoas físicas poderão realizar as transações por enquanto.

Quem pode usar o novo recurso?

Para usar o recurso, o usuário precisa ter conta bancária, com cartões de débito, pré-pago ou combo, com as bandeiras Visa ou Mastercard em um dos bancos conveniados. São eles: Banco do Brasil, Banco Inter, Bradesco, Itaú, Mercado Pago, Next, Nubank, Sicredi ou Woop Sicredi.

Lembrando que cartões de crédito não são válidos. Não há cobrança de taxas pelas transferências. No entanto, há um limite para envio e recebimento de dinheiro pelo aplicativo:

É possível enviar até R$1 mil por transação, mas o usuário pode transferir mais de R$1 mil por dia, em transferências separadas;

  • Cada usuário pode receber até 20 transferências por dia;
  • O limite mensal para cada tipo de operação (envio e recebimento), é de R$5 mil.
  • Como faço para enviar ou receber uma transferência de dinheiro via Whatsapp?

A operação funciona de maneira bem simples. Primeiro, o usuário deve acessar o menu no campo de mensagens (ícone de “clipe de papel” no Android ou “+” no iPhone). É o mesmo local onde aparecem opções para envios de imagem, documentos ou contato, por exemplo.

Em seguida, basta escolher a opção “Pagamento” e inserir o valor da transferência. O usuário ainda pode adicionar uma mensagem, mas essa parte é opcional.

Depois é só clicar em “Pagar” e colocar o PIN (senha) do Facebook Pay. A transferência vai aparecer como se fosse uma mensagem na conversa do WhatsApp.

Veja também: [+] Iphones de diversos modelos com super desconto na Amazon.

Novos usuários precisam fazer um cadastro no Facebook Pay para usar o recurso

Vale ressaltar que quem está recebendo precisa aceitar o pagamento. Só então o dinheiro cairá na conta do destinatário.

Ao usar o recurso pela primeira vez, é preciso aceitar os termos de uso, criar uma senha do Facebook Pay e cadastrar um cartão pré-pago ou de débito de uma das instituições parceiras.

A pessoa que vai receber o dinheiro também precisa habilitar o recurso. Caso contrário, o app enviará uma notificação solicitando que ela cadastre o cartão no sistema, para que possa receber a transferência.

Nesse último caso, o prazo para a realização do cadastro será de dois dias, senão o valor será reembolsado. A Cielo é a responsável por habilitar o processamento das transações, a partir do Facebook Pay.

Até o momento, estão autorizadas somente transações dentro do Brasil e utilizando a moeda local. De forma que para utilizar o recurso, é preciso ter um número de telefone brasileiro.

Veja também: Facebook divulga novidades para e-commerce no WhatsApp e Instagram. Saiba mais

As transferências de dinheiro via Whatsapp são seguras contra golpes?

Frequentemente, usuários do WhatsApp são alvos de golpes. Entre os mais famosos, estão a clonagem e roubo de contas.

Em entrevista ao G1, o executivo Matt Idema, disse que para fazer o cadastro e utilizar o recurso de pagamentos existem “vários passos para assegurar a pessoa é a dona da conta bancária que está sendo associada ao WhatsApp”.

“As transferências e pagamentos são protegidos por várias camadas de segurança, como o PIN do Facebook Pay ou a biometria em dispositivos compatíveis”, assegurou a companhia por meio de um comunicado.

Além disso, em casos de clonagem do WhatsApp, o golpista terá que instalar o app em um celular diferente para utilizar a conta. E, para ter acesso ao recurso, será preciso incluir novamente os dados do cartão e a senha, dificultando a possibilidade de golpes.

“Todas as vezes que algum dinheiro é enviado, é preciso autenticar a transação com uma senha ou com segurança biométrica do celular [impressão digital ou reconhecimento facial]”, ressaltou Idema.

Veja também: [+] Os melhores Smartphones com super desconto na Amazon. Clique e confira.

*Com informações do G1*


Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *