Microsoft revela ataque hacker, possivelmente do mesmo grupo responsável pelo hack à empresa SolarWinds. Entenda - Programadores Brasil
Curiosidades da MicrosoftSegurança Digital

Microsoft revela ataque hacker, possivelmente do mesmo grupo responsável pelo hack à empresa SolarWinds. Entenda

2 Mins read

A Microsoft confirmou na última sexta-feira, 25, a tentativa de um ataque hacker contra seus clientes. De acordo com a gigante do ramo de Tecnologia, acredita-se que o grupo esteja associado a um Estado-nação.

Os hackers conseguiram acessar um dos corredores de atendimento da Microsoft a seus clientes. Além disso, o grupo utilizou informações obtidas na tentativa de ataques de phishing a diversos usuários.

A empresa já identificou os autores do ataque hacker. De acordo com a companhia, o grupo, identificado como Nobellium, seria o mesmo responsável pelo hack à empresa SolarWinds, no fim do ano passado.

Veja também: [+] 4 Dicas de Como Escolher Os Melhores Cursos de Programação.

A investida contra a empresa de tecnologia foi descoberta pelas equipes de vigilância da Microsoft. Esses vigilantes atuam, justamente, monitorando os movimentos desses cibercriminosos.

A invasão do sistema de ferramentas de suporte ao cliente da Microsoft ocorreu na segunda quinzena de maio. Na época, todos os potenciais afetados foram notificados sobre a ação.

A reportagem da agência Reuters teve acesso a um desses alertas e chegou a questionar a Microsoft sobre o ocorrido. Diante disso, a empresa decidiu tornar pública a tentativa de violação.

Microsoft orientou possíveis afetados pelo ataque hacker sobre como proceder

Os investigadores da Microsoft perceberam algumas violações em uma ampla campanha de marketing de phishing. Essas violações teriam origem em um agente pessoal, com poderes restritos.

Enquanto ainda analisava detalhes da ação, a Microsoft recomendou que os clientes atingidos tivessem cuidado ao se comunicarem com seus agentes de cobrança. Além disso, a empresa recomendou que os clientes considerassem a possibilidade de alterar todos os nomes de usuários e endereços de e-mail.

Veja também: Será que seu PC possui todos os requisitos mínimos para rodar o novo Windows 11, da Microsoft? Confira

Também foi orientado que os atingidos bloqueassem o logins de ex-usuários. Após emitir um comunicado com as orientações, a Microsoft também identificou ataques a contas pessoais de funcionários.

Só então a empresa obteve detalhes do software usado para verificações de identidades internas. A Agência de Segurança Cibernética e de Infraestrutura do governo americano (DHS) não se manifestou sobre o assunto.

Veja também: [+] Compre seu Notebook com super Desconto nas Lojas Americanas.

*Com informações do TecMundo*


Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *