Inteligência artificial usada em plataforma de telemedicina ajuda a diagnosticar pacientes com Covid-19 e reduzir sobrecarga do SUS. Entenda - Programadores Brasil
Ciência

Inteligência artificial usada em plataforma de telemedicina ajuda a diagnosticar pacientes com Covid-19 e reduzir sobrecarga do SUS. Entenda

2 Mins read

Uma plataforma de telemedicina que utiliza inteligência artificial (IA) ajudou os médicos a diagnosticar e reduzir a sobrecarga do sistema de saúde (SUS) durante a pandemia de Covid-19. A conclusão é de um grupo de pesquisadores do Instituto Laura Fressatto (de Curitiba), da PUC-PR, e da Fundação Getúlio Vargas (FGV EAE-SP), que analisaram o uso de um chatbot de telessaúde, que eles batizaram de Laura. Portanto, a plataforma foi usada em três cidades brasileiras, Curitiba, São Bernardo do Campo e Catanduva.

Veja também: [+] 4 Dicas de Como Escolher Os Melhores Cursos de Programação.

Os pesquisadores detectaram que, ao interagir com a plataforma de chatbot (IA), que faz atendimentos por meio de conversas estruturadas, cerca de 45% dos mais de 24 mil pacientes atendidos foram classificados com sintomas leves. No entanto, cerca de 30% tiveram diagnóstico de sintomas moderados, e apenas 14,2% foram diagnosticados com casos graves de Covid-19. Dessa forma, o acesso ao sistema de saúde passa a acontecer de maneira coordenada, apenas para alguns casos em específico.

Inteligência artificial usada em plataforma de telemedicina ajuda a diagnosticar pacientes com Covid-19 e reduzir sobrecarga do SUS. (Imagem: engin akyurt/ Flcikr)

“No Brasil, o Sistema Único de Saúde (SUS) é a principal fonte de atendimento para 75% da população, portanto previa-se uma saturação do sistema com o aumento contínuo de casos. Com o uso da plataforma, a redução da sobrecarga acontece justamente pela identificação de casos leves e, eventualmente, de casos moderados, que são monitorados à distância”, explica Adriano Massuda, pesquisador da FGV EAESP e um dos autores do estudo. 

Veja também: [+] 4 Dicas de Como Escolher Os Melhores Cursos de Programação.

“O uso de inteligência artificial (IA) permitiu capacitar os atendimentos de telessaúde a ajudar a resolver esse gargalo, aumentando o acesso coordenado dos pacientes ao sistema de saúde, priorizando a recomendação de buscar um hospital apenas nos casos mais graves”, analisou Massuda.

Portanto, os autores concluíram que a implementação de plataformas de telemedicina com base em IA pode aumentar o acesso dos pacientes aos atendimentos de saúde de maneira segura, especialmente diante de uma situação tão inédita quanto a pandemia de Covid-19. “Implementar um sistema de teleatendimento no Brasil foi possível e pode ajudar a reduzir a sobrecarga nos sistemas de saúde”, disseram os autores.

Veja também: [+] 4 Dicas de Como Escolher Os Melhores Cursos de Programação.

“No entanto, para que tais atendimentos sejam bem sucedidos, é crucial que as plataformas possam se adaptar a necessidades locais, o que deve incluir a possibilidade de fazer alterações na árvore de decisão dos algoritmos dos chatbots”, ponderou Hugo Morales, do Instituto Laura Fressato. 

Por fim, com base nos resultados do estudo, a recomendação dos autores agora é apostar em uma política nacional de transformação digital de saúde, que possa então guiar e melhorar a adoção de tecnologias inovadoras, como os chatbots de atendimento, a nível municipal.

Os resultados da pesquisa foram publicados na última quinta-feira (17) na revista científicaFrontiers in Digital Health”.

*Com informações Agência Bori*


Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Continue Lendo

Dados registrados em smartwatch Fitbit são utilizados em pesquisa sobre sequelas provocadas pela Covid-19. Entenda

Amazônia 1 passa por testes e satélite é aprovado para entrar em operação, anuncia AEB. Confira

Cientistas criam máscaras faciais com biossensores que permitem detecção rápida e precisa de SARS-CoV-2, e de outros patógenos e toxinas. Saiba mais

Spaceship Neptune, balão de alta tecnologia da Space Perspective, levará passageiros à beirada do espaço. Conheça

Mayflower: Navio-robô é projetado para recriar jornada histórica de 400 anos atrás pelo Atlântico. Saiba mais

NASA quer deixar o espaço “mais acessível” e pretende fazer duas novas missões privadas à estação espacial. Saiba mais

Cientistas utilizam corpo humano como “carregador sem fio” para alimentar dispositivos vestíveis. Entenda

Brasil entra para grupo de países integrantes do acordo espacial da NASA Artemis, que levará homem de volta à Lua. Entenda!

Nasa anuncia fase científica da Missão Mars 2020; Agora o Perseverance parte para coletar amostras em busca de vida

Pesquisadoras brasileiras desenvolvem tecnologia para detecção da COVID-19 pelo celular. Confira