Criminosos aplicam novo golpe do “Pix em dobro”. Veja como se proteger - Programadores Brasil
Segurança Digital

Criminosos aplicam novo golpe do “Pix em dobro”. Veja como se proteger

1 Mins read
O golpe do "Pix em dobro" é a nova fraude do momento, não caia. Conheça como os criminosos estão convencendo as pessoas a lhes enviar dinheiro.

O banco central lançou o PIX em novembro do ano passado e desde então a ferramenta rapidamente vem se tornando um dos meios de pagamentos mais utilizados no dia-a-dia dos brasileiros. Em contrapartida, o sistema, que ainda é novo e do qual muitos usuários não possuem completo domínio, também se tornou uma oportunidade para que cibercriminosos aproveitem para praticar fraudes. Assim, o golpe do “Pix em dobro” é o novo golpe do momento.

A forma mais comum de aplicação desse golpe, de acordo com os relatos e denúncias, é através do convencimento. Os estelionatários convencem as vítimas da existência de um bug no sistema do PIX, de modo que, supostamente, enviando uma quantia em dinheiro para uma determinada chave pix, receberia o valor de volta em dobro.

Entretanto, como o leitor já pode imaginar a esta altura, não há bug algum do sistema de pagamentos nesse sentido. Há, porém, o golpe do “Pix em dobro”, já que o dinheiro se destina para a conta dos criminosos.

Veja também: [+] Carregadores para Iphone com super desconto na Amazon. Confira.

Como evitar o golpe do Pix em dobro

Golpe do pix em dobro

Basicamente, a melhor forma de proteção contra esse golpe é a prevenção. Confira algumas dicas abaixo de como identificar esta e outras fraudes com o PIX, no caso de receber instruções em nome de empresas:

  • Antes de tudo, verifique se a comunicação foi feita por uma rede oficial da instituição (seja por mensagem, e-mail ou telefone);
  • No caso de direcionamentos para pagamentos, conferir se a página de acesso é oficial de instituições bancárias e/ou de pagamentos;
  • Nunca compartilhar dados pessoais que possam ceder acesso ao PIX;

Veja também: [+] Carregadores para Iphone com super desconto na Amazon. Confira.

  • Nunca fornecer “códigos de confirmação” por SMS sem a devida conferência da fonte da solicitação;
  • Conferir se os destinatários são pessoas conhecidas ou não;
  • Por fim, atente-se para casos onde solicita-se o download de algum tipo de programa ou documento, tanto no PC como no celular.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *