Google anuncia “Firmina", novo cabo submarino que vai ligar América do Sul aos EUA. Confira - Programadores Brasil
Curiosidades da Google

Google anuncia “Firmina”, novo cabo submarino que vai ligar América do Sul aos EUA. Confira

1 Mins read
O Google anunciou a construção do Firmina, cabo submarino de fibra ótica que vai ligar a América Latina, passando pelo Brasil, aos EUA. Confira.

O Google anunciou, na quarta-feira (9), a construção de mais um cabo submarino que vai ligar a América do Sul, passando pelo Brasil, aos Estados Unidos. A infraestrutura, que foi batizada como Firmina, vai agilizar o tráfego de dados para acesso aos serviços da companhia entre as regiões.

O novo cabo submarino do Google vai percorrer a praia de Las Toninho, na Argentina, passando por Punta del Este, no Uruguai, e pela Praia Grande, no litoral de São Paulo.

Veja também: [+] Carregadores para Iphone com super desconto na Amazon. Confira.

Firmina será primeiro cabo submarino com energia em apenas uma das pontas

Cabo firmina do google

De acordo com o Google, o Firmina será o  primeiro cabo submarino a funcionar com fornecimento de energia em apenas uma das pontas. Para isso, o cabo conta com uma voltagem 20% maior em contraste com outros de mesmo tipo.

“Num cabo submarino, os dados são transportados como pulsos de luz dentro de uma fibra óptica. Este sinal de luz é amplificado a cada 100 quilômetros por meio de uma fonte de energia de alta voltagem instalada nas estações onde o cabo chega em cada país. Cabos mais curtos aproveitam a energia disponível a partir de uma única ponta, contudo isso é mais difícil de fazer em cabos mais longos, com pares de fibra mais largos”, explica a vantagem Bikash Koley, vice-presidente de Global Networking do Google Cloud.

Veja também: [+] Carregadores para Iphone com super desconto na Amazon. Confira.

Mas, esse não é o primeiro cabo submarino chegando recentemente ao Brasil. No início de Junho, a União Europeia inaugurou as operações do Ellalink, cabo com 6,7 mil Km de extensão que liga o Brasil a Portugal.

Conheça o projeto de infraestrutura da Ellalink, capaz de gerar um tráfego de dados a 72 Tbps clicando aqui.

Com informações: Google


Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *