Banco Mundial recusa apoio na implementação do Bitcoin como uma das moedas oficiais de El Salvador. Entenda - Programadores Brasil
CriptomoedasPolítica

Banco Mundial recusa apoio na implementação do Bitcoin como uma das moedas oficiais de El Salvador. Entenda

3 Mins read

Os investimentos em Bitcoin crescem ao redor do mundo não só pelo seu poder econômico, mas por se diversificar das moedas utilizadas no sistema financeiro tradicional. O governo de El Salvador também quer embarcar nessa onda, mas pelo visto não terá apoio do Banco Mundial para a ação.

O banco, uma das mais importantes instituições financeiras internacionais, recebeu uma solicitação de apoio técnico para implementação do Bitcoin na economia de El Salvador. Porém, a instituição financeira recusou o pedido por conta dos problemas que a criptomoeda representa para o meio ambiente e para a transparência das finanças.

“Estamos comprometidos em ajudar El Salvador de várias maneiras, incluindo na transparência monetária e processos regulatórios”, disse um porta-voz do Banco Mundial à agência Reuters.

E esclareceu: “embora o governo salvadorenho tenha nos procurado para obter assistência sobre Bitcoin, isso não é algo que o Banco Mundial possa apoiar, dados seus problemas ambientais e de transparência.”

Veja também: Bitcoin: seguindo tendência norte americana, empresas brasileiras iniciam investimentos na criptomoeda, ainda que a passos lentos. Entenda!

Criptomoeda Bitcoin
Nesta quinta-feira (25) o Bitcoin sofre a maior queda em duas semanas. Entenda a movimentação de mercado por trás da correção.

Governo já aprovou projeto de lei para tornar Bitcoin uma das moedas oficiais de El Salvador

O ministro das finanças de El Salvador Alejandro Zelaya, também confirmou o pedido de apoio ao Banco Mundial. Segundo ele, também estão em andamento negociações com o Fundo Monetário Internacional, apesar de no ano passado o FMI ter destacado que viu “problemas macroeconômicos, financeiros e legais” na adoção oficial da criptomoeda.

Mas, ainda de acordo com Zelaya, a instituição “não era contra” a implementação do Bitcoin em el Salvador, como moeda corrente paralela ao dólar.

No início de junho, o presidente Nayib Bukele surpreendeu o mercado ao revelar durante a conferência Bitcoin 2021 a pretensão de tornar a criptomoeda uma moeda oficial em El Salvador. Inclusive, já foi aprovado o projeto de lei referente à proposta.

Dessa forma, El Salvador se tornou a primeira nação do mundo a oficializar o Bitcoin. O desafio agora é solucionar as complicações técnicas que envolvem a implementação de uma moeda digital privada na economia local.

Veja também: [+] Os melhores Smartphones com super desconto na Amazon. Clique e confira.

El Salvador pode enfrentar questões diplomáticas com os Estados Unidos

A grande questão em torno do assunto é que o governo de El Salvador depende do resultado das negociações com o FMI para acalmar os ânimos entre os investidores. Sem esse apoio o país centro-americano não teria como preencher as lacunas orçamentárias previstas até 2023.

Em entrevista à Reuters, Siobhan Morden, chefe de estratégia de renda fixa da Amherts Pierpont Securities na América Latina, disse que os atuais planos salvadorenhos não deixam margem para atalhos. Além disso, o especialista avalia que as negociações com o FMI serão mais difíceis e que a recente adoção do Bitcoin pode resultar, até mesmo, em questões diplomáticas com os Estados Unidos.

Um dos motivos é o fato do presidente Bukele ter desistido do acordo anticorrupção proposto pela Organização dos Estados Americanos também neste mês de junho. A desistência preocupou o governo dos Estados Unidos, que pode ter ameaçada sua tentativa de conter a corrupção na América Central. Tal iniciativa faz parte da política de imigração dos EUA.

Além disso, vale destacar que a principal motivação para a adoção da criptomoeda é a sua funcionalidade prática nas transações internacionais. Isso porque El Salvador depende financeiramente de remessas enviadas por migrantes salvadorenhos que residem em outros países, especialmente os Estados Unidos. A grande jogada é que o Bitcoin será capaz de driblar os 10% de taxa comumente cobrados pelos serviços bancários.

Veja também: [+] Compre seu Notebook com super Desconto na Amazon.


Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Continue Lendo

Um milhão de plataformas de mineração de Bitcoin de empresa chinesa serão movidas para o Canadá nos próximos 24 meses. Entenda

Homem joga no lixo, por engano, HD com R$ 1 bilhão em bitcoins armazenados e tem novo plano de buscas. Entenda

Ex-presidente dos EUA, Donald Trump abre processo contra Facebook, Twitter e Google por 'censura' aos conservadores. Entenda

Pentágono encerra contrato de US$10 bilhões com a Microsoft e busca propostas conjuntas da a empresa e da Amazon. Entenda

Grupo Bitcoin Banco é suspeito de desviar R$ 1,5 bilhão que seria destinado a negociações com criptomoedas e PF investiga o caso. Entenda

Lei LGPD já é responsável por quase 600 ações judiciais, que questionam empresas por uso de dados pessoais dos cidadãos

Leilão do 5G, nova geração de internet móvel do Brasil, sofre atrasos por divergências e complexidade no edital, segundo aponta TCU. Saiba mais

Mercado Bitcoin, primeira empresa de troca de criptomoedas do Brasil, levanta US$200 milhões em rodada de investimentos. Saiba mais

Relatório aponta que 25% de todas as GPUs de gama alta e média produzidas no mundo, no primeiro trimestre de 2021, foram consumidas por mineradores e especuladores de criptomoedas. Saiba mais

Reino Unido anuncia abertura de investigação contra 'duopólio' de Apple e Google no mercado mobile. Entenda