Alibaba sofre ataque hacker e mais de um bilhão de dados de clientes são roubados. Entenda o caso - Programadores Brasil
Segurança Digital

Alibaba sofre ataque hacker e mais de um bilhão de dados de clientes são roubados. Entenda o caso

1 Mins read

O grupo Alibaba foi vítima de um ataque hacker, recentemente, e teve mais de um bilhão de dados de clientes roubados. No entanto, fontes acreditam que o caso do gigante chinês do e-commerce não está ligado a um ransomware, mas sim a um dos próprios parceiros da companhia.

Vale lembrar que o grupo vem passando por várias polêmicas na China, como envolvimento em processos regulatórios e multas milionárias por práticas consideradas monopolistas no país. Portanto, um vazamento de notícia sugeriu que o grupo asiático sofreu um grande roubo de dados.

Alibaba sofre ataque hacker e mais de um bilhão de dados de clientes são roubados. (Imagem: testing/Shutterstock)

Veja também: [+] 4 Dicas de Como Escolher Os Melhores Cursos de Programação.

Bilhões de dados privados de clientes podem ter sido roubados, ou seja, caso você já tenha utilizado algum serviço do Alibaba, pode ser possível que seus dados estejam comprometidos. Portanto, a lista de vazamento inclui nomes de usuários, números de telefone, além de outras informações confidenciais.

Para esclarecer, quem alertou o problema foi o site chinês “163.com”, o primeiro a notar o vazamento. Além disso, o portal de notícias Bloomberg confirmou a notícia nesta quarta-feira (16). Segundo a publicação do jornal, o Taobao, de propriedade da Alibaba, também teve vazamento massivo de dados.

Veja também: [+] 4 Dicas de Como Escolher Os Melhores Cursos de Programação.

Mas, o que mais chama atenção é que tudo indica que os dados foram roubados justamente por um dos comerciantes afiliados da plataforma de vendas. O hacker usou um software rastreador discretamente implementado na infraestrutura do Taobao. A ameaça, portanto, operou em segundo plano por diversos meses antes que o grupo Alibaba conseguisse detectá-lo.

Por fim, o Tribunal Popular do Distrito de Suiyang condenou o desenvolvedor do rastreador e o comerciante pelo cibercrime de vazamento de dados. Mas, outros detalhes sobre o caso ainda não foram mencionados. No entanto, o que se sabe até o momento é que os criminosos receberão pena de três anos de prisão. A boa notícia é que nenhum dos dados vazados chegaram a ser compartilhados com terceiros.


Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Continue Lendo

LGPD: Lei Geral de Proteção de Dados prevê sanções que vão desde advertências até multas de R$ 50 milhões que começam a ser aplicadas neste mês. Entenda

Malware Coringa retorna ao Google Play para atingir milhares de dispositivos Android. Entenda

Hacker afirma a jornal que vazou dados do LinkedIn apenas por diversão. Confira

Olimpíadas de Tóquio: Vazamento de dados expõe senhas e informações de login de compradores de ingressos e voluntários dos jogos. Saiba mais

Saem do ar páginas operadas pelo grupo hacker REvil, que realiza ataques 'ransomwares' para sequestrar dados de empresas em todo o mundo. Confira

Kaspersky Password Manager: pesquisador aponta falhas no programa de geração de senhas e empresa se pronuncia sobre o caso. Entenda

Falha PrintNightmare: Microsoft lança atualização de segurança emergencial para corrigir vulnerabilidade. Saiba mais

Após identificação da falha PrintNightmare, Microsoft emite comunicado a usuários do Windows: 'atualizem seu PC imediatamente'. Entenda

Muse Group, donos do software de edição Audacity, se pronunciam após polêmica sobre novo termo de uso da ferramenta. Veja

Hackers que atacaram empresa com ransomware nos EUA pedem US$ 70 milhões para liberar os dados roubados. Saiba mais