Google anuncia data para novas regras no limite de armazenamento gratuito e pede aos usuários que realizem backups de arquivos desnecessários. Veja o que muda - Programadores Brasil
Curiosidades da Google

Google anuncia data para novas regras no limite de armazenamento gratuito e pede aos usuários que realizem backups de arquivos desnecessários. Veja o que muda

2 Mins read

O Google anunciou algumas mudanças em datas e no funcionamento dos seus sistemas e limites. O aviso acontece a poucos meses da gigante da tecnologia alterar as regras de armazenamento gratuito. No entanto, os principais afetados pelas novas normas serão os que possuem perfis inativos. Eles poderão ser deletados caso os usuários não atendam aos diversos avisos que estão sendo enviados.

 Veja também: [+] Pacote Python Faixa preta para iniciantes.

Mas, uma boa notícia é que os usuários do Google Workspace, antigo G Suite, agora terão mais tempo para fazerem seus backups ou arquivar documentos desnecessários relativos à plataforma de aplicativos de produtividade. 

Google anuncia data para novas regras no limite de armazenamento gratuito e pede aos usuários que realizem backups de arquivos desnecessários. (Imagem: Divulgação/Google )

Quando começa a valer?

As alterações no limite de armazenamento gratuito do Google começam a valer a partir de 1º de junho desde ano para imagens de alta qualidade. Mas, dados relacionados aos softwares de escritório da empresa terão seu limite de armazenamento alterado somente a partir de 1º de fevereiro de 2022.

 Veja também: [+] Pacote Python Faixa preta para iniciantes.

Mas, para ajudar os usuários a realizarem seus backups e fazer a varredura para identificar dados não úteis no seu armazenamento, o Google anunciou que vai lançar uma ferramenta com esse objetivo.

Portanto, ainda sem data definida para liberação, o recurso vai permitir que os responsáveis tenham mais controle sobre o uso do espaço disponível para armazenamento. Ou seja, eles poderão realizar modificações mais rápidas e evitar possíveis problemas antes de aplicarem o novo limite.

Afetados pelo armazenamento do Google

 Veja também: [+] Pacote Python Faixa preta para iniciantes.

No entanto, usuários comuns de softwares como Docs ou Sheets, não vão precisar fazer mudanças a partir da data de 1º de junho. Para esclarecer, o app mais atingido com essas alterações será o Google Fotos. O serviço armazena fotos em massa, e agora terá seus arquivos em alta qualidade também contando contra um limite de espaço, que nos perfis gratuitos tem 15 GB disponíveis. Esse total também é compartilhado com Gmail e Google Drive.

Além disso, o Google esclareceu que as regras relacionadas às contas sem atividade serão aplicadas, principalmente, àquelas que ultrapassaram o limite de armazenamento. Segundo a companhia, dados de software e serviços sem uso há mais de dois anos poderão ser deletados. Do mesmo modo será feito com conteúdos de plataformas como Gmail, Drive e Photos que passaram do limite e permaneceram inativos por um período semelhante.

 Veja também: [+] Pacote Python Faixa preta para iniciantes.

Notificações do Google

Mas, o Google já tinha dito, anteriormente, que iria notificar os usuários várias vezes, tanto por e-mail quanto por notificações, sobre a expiração do prazo. O objetivo da empresa é que as pessoas tenham chance de realizar backups necessários e descartar os desnecessários. Além, é claro, desses usuários poderem utilizar os serviços até então inativos, garantindo que os conteúdos guardados ali fiquem mantidos.

Em conclusão, qualquer pessoa que ultrapassar o limite de armazenamento do Google terá como únicas opções apagar ou baixar os dados, e armazenarem em outro serviço de nuvem. Além disso, também é possível garantir uma assinatura no serviço Google One.

No Brasil, por exemplo, o upgrade de 15 GB gratuitos para 100 GB custa R$ 6,99 ao mês, ou R$ 69,99 ao ano. Mas, ainda existem opções maiores, de 200 GB por R$ 99,99 anuais e até 2 TB, por R$ 349,99 por ano.


Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *