Escassez de chips se agrava a nível global e, além de atingir Apple e Samsung, esbarra em montadoras como Honda, BMW e Ford. Entenda - Programadores Brasil
Curiosidades

Escassez de chips se agrava a nível global e, além de atingir Apple e Samsung, esbarra em montadoras como Honda, BMW e Ford. Entenda

3 Mins read

A escassez de chips entre as gigantes da tecnologia está afetando a nível global. Depois de Apple e Samsung Electronics terem anunciado redução na produção de seus semicondutores, montadoras em três continentes também sinalizaram cortes e perda de receita devido à crise.

Em apenas 12 horas, a Honda avisou que precisará interromper a produção em três fábricas no Japão; a BMW disse que reduzirá turnos em fábricas na Alemanha e na Inglaterra; já a Ford Motor informou que a previsão de lucro anual será bem baixa por conta da escassez de chips. No entanto, essa redução de material deve durar até o próximo ano.

Veja também: [+] Compre seu Macbook Pro com super Desconto na Amazon

Em seguida, a Caterpillar sinalizou que não deve conseguir atender a demanda de máquinas utilizadas pelos setores de mineração e construção.

Portanto, as mesmas empresas que tiveram um crescimento exponencial de procura por celulares, laptops e eletrônicos ao longo da pandemia, o que por sua vez provocou a falta dos chips, agora estão sentindo o ‘cinto apertar’.

Escassez de chips se agrava a nível global e, além de atingir Apple e Samsung, esbarra em montadoras como Honda, BMW e Ford. (Imagem: Bloomberg)

Crise nos chips da Apple

O diretor financeiro da Apple, Luca Maestri, alertou que após terem tido um forte segundo trimestre, agora os problemas de fornecimento estão afetando bruscamente as vendas de iPads e Macs, ambos com um desempenho especialmente positivo no período de isolamento.

Veja também: [+] Ipads com super desconto na Amazon. Confira.

Mas, Maestri ainda completou que a falta dos chips deve reduzir a receita da empresa de US$ 3 bilhões a US$ 4 bilhões no terceiro trimestre fiscal.

“É uma luta, e você tem que estar em contato diário com os fornecedores. Precisa assegurar que é importante para eles”, disse o diretor-presidente da Nokia, Pekka Lundmark, em uma entrevista recente à Bloomberg Television. “Quando há escassez no mercado, são coisas como o quão importante você é no geral, quão fortes são seus relacionamentos e como você gerencia as expectativas”, concluiu.

Fabricantes de chips em alta

Enquanto de um lado, as empresas de tecnologia estão diminuindo suas entregas, por outro lado as fabricantes de semicondutores divulgaram que as vendas estão crescendo cada vez mais. E, por isso, disseram que vão investir bilhões em expansão de sua capacidade para acompanhar a alta demanda.

Veja também: [+] Smartphones da Samsung a partir de R$ 688,00 na Amazon.

A Qualcomm, por exemplo, é a maior fabricante de chips para smartphones do mundo, e falou que a demanda por aparelhos já começou a se recuperar com o retorno das atividades em alguns mercados paralisados anteriormente por causa da pandemia de Covid-19.

Então, a STMicroelectronics, que também é um importante fornecedor de chips para montadoras, informou que houve um salto de 280% de lucro em sua unidade automotiva e de energia no primeiro trimestre. Para esclarecer, o CEO da companhia Jean-Marc Chery atribuiu o desempenho à recuperação surpreendente na demanda, assim como a adoção pela indústria de novos recursos digitais que precisam de chips nesta nova onda de restrições da cadeia de suprimentos.

Veja também: [+] Smartphone Samsung Galaxy S20 com super desconto na Amazon.

Escassez de chips gera queda de receita entre gigantes da tecnologia

Entenda o que são semicondutores e por que eles estão em falta no mundo  todo - Época Negócios | Tecnologia
Semicondutores são matéria-prima para a produção de chips. (Imagem: Justin Sullivan/Getty Images)

Em contrapartida, a Samsung, que é produtora e usuária de chips, disse que devido à escassez de componentes haverá uma queda da receita e do lucro neste trimestre em sua divisão móvel, responsável pela fabricação dos smartphones Galaxy.

Com relação à Apple, a escassez dos chips está ameaçando amortecer uma recuperação preliminar no mercado de seus smartphones de alta especificação e demanda. Visto que as remessas mundiais aumentaram cerca de 27% para 347 milhões de aparelhos somente no primeiro trimestre. Esse resultado foi impulsionado pela quantidade de novos modelos e pela rápida retomada do pós-pandemia na China. No entanto, a falta de componentes, como processadores de aplicativos, pode enfraquecer esse impulso durante 2021.

 Veja também: [+] Iphones de diversos modelos com super desconto na Amazon.

“A Covid-19 ainda é um aspecto importante, mas já não é o principal gargalo”, disse Ben Stanton, gerente de pesquisa da Canalys. “O fornecimento de componentes essenciais, como chipsets, rapidamente se tornou uma grande preocupação e afetará as remessas de smartphones nos próximos trimestres”, concluiu.

*Com informações, Bloomberg.


Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *