Michael Collins, Astronauta da Apollo 11, morreu nesta quarta (28) aos 90 anos. Veja - Programadores Brasil
CiênciaCuriosidades

Michael Collins, Astronauta da Apollo 11, morreu nesta quarta (28) aos 90 anos. Veja

1 Mins read
Michael Collins, piloto da missão Apollo 11 que levou o homem à Lua pela primeira vez, morreu nesta quarta-feira (28) nos EUA.

Morreu nesta quarta-feira (28) nos Estados Unidos o astronauta Michael Collins aos 90 anos. Collins foi o piloto na missão Apollo 11, que levou o homem à Lua pela primeira vez na história em 1969.

De acordo com os familiares do astronauta, a causa da morte foi um câncer.  “Nós lamentamos compartilhar que nosso amado pai e avô morreu hoje após uma valente batalha contra o câncer. Ele passou seus últimos dias em paz, com a família ao seu lado. Mike sempre enfrentou os desafios da vida com graça e humildade, e enfrentou este, seu desafio final, da mesma forma”, diz um informe da família.

Veja também:[+] 4 Dicas de Como Escolher Os Melhores Cursos de Programação.

Em 1969, enquanto Neil Armstrong e Buzz Aldrin deixavam a Apollo 11 para pisar na superfície lunar pela primeira vez na história, Collins ficava no comando da nave, sozinho por 21h e por vezes sem contato com a Terra. O Italiano também foi responsável por trazer os tripulantes da missão Apollo 11 de volta à Terra.

NASA rende homenagens à Michael Collins

“Meu caro Mike, onde quer que você tenha ido, você sempre terá a chama para nos transportar com habilidade a novos céus e ao futuro. Sentiremos sua falta. Descanse em paz”, disse Buzz Aldrin em homenagem ao amigo no Twitter. Aldrin, a propósito, é o último tripulante vivo da missão Apollo 11.

Veja também:[+] 4 Dicas de Como Escolher Os Melhores Cursos de Programação.

Imagem mostra Neil Armstrong, Michael Collins e Buzz Aldrin. Foto de 1969.
Da esquerda para a direita, Neil Armstrong, Michael Collins e Buzz Aldrin.

O administrador da NASA, Steve Jurczyk, também rendeu homenagens em nome da Agência. “A NASA lamenta a perda desse piloto e astronauta talentoso, um amigo de todos que buscam expandir o potencial humano. Quer seu trabalho tenha ocorrido nos bastidores ou à vista de todos, seu legado sempre será o de um dos líderes que deram os primeiros passos da América no cosmos”.


Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *