Estudante de escola pública em São Paulo descobre asteroide inédito e é reconhecida pela Nasa. Confira - Programadores Brasil
Ciência

Estudante de escola pública em São Paulo descobre asteroide inédito e é reconhecida pela Nasa. Confira

3 Mins read

A estudante Laura dos Santos Dias, de 17 anos, descobriu um asteroide que ainda não tinha sido identificado pela Nasa. Ela é aluna do terceiro ano do ensino médio, e estuda na escola pública estadual Professor José Vieira de Moraes, em São Paulo.

Segundo a estudante, ela sempre teve vontade de estudar as estrelas. Além disso, foi o que a faz se aproximar de um dos professores de física. Depois disso, ela acabou conhecendo o Projeto Caça Asteroides, ou seja, um grupo de iniciação científica ligado à Universidade Estadual Paulista (Unesp).

A estudante Laura Dias, de 17 anos, identificou asteroide inédito e foi reconhecida pela Nasa
(Imagem: Divulgação/Poder 360)

Veja também: [+] Curso completo de Desenvolvimento de Games

Neste grupo havia 5 estudantes, entre eles, a Laura. Sob a coordenação da graduanda em Física, Helena Carrara, os alunos selecionados fazem parte de um programa da Nasa, o IASC (International Astronomical Search Collaboration). Este projeto, no entanto, dá oportunidade à várias nações de contribuir com novas descobertas astronômicas.

As imagens do asteroide foram descobertas através de um telescópio PS1 do projeto Pan-STARRS1. O equipamento possui aproximadamente 2 metros de diâmetro. Ele fica localizado no alto de um vulcão inativo no Havaí com mais de 3 mil metros de altitude.

Veja também: [+] Compre seu Drone com Super Desconto na Amazon (clique aqui).

Da descoberta ao reconhecimento da Nasa

Assim que a aluna captou as imagens do telescópio, iniciou um complexo trabalho analítico para identificar a origem do corpo celeste. “Eu já estava estudando bastante essa imagem, durante uns 3 dias seguidos, eu fiquei só nela, até eu mudar para outra e voltar para ela de novo, pra ver se poderia haver um asteroide”, explicou Laura.

Na imagem que segue, é possível identificar quase que imperceptivelmente o asteroide que a estudante descobriu. Inicialmente, a aluna o identificou como P11bNcu. Então, Laura enviou todos os dados de sua descoberta à Nasa e ao IASC. Alguns dias depois, a agência espacial retornou o e-mail da adolescente.

 O ponto circulado com a identificação ATC102 é o asteroide descoberto pela estudante Laura e então reconhecido pela Nasa. (Imagem: Reprodução/IASC)

Veja também: [+] Pacote Python Faixa preta para iniciantes.

Eu entrei em contato com o grupo perguntando se todos tinham recebido o mesmo e-mail que eu, do IASC. Foi quando eu recebi a notícia da Helena, que então falou assim: ‘Laura, você achou um asteroide’”, contou a aluna do programa espacial.

Próximos passos

Portanto, o próximo passo da agência espacial agora é estudar o corpo celeste para obter mais características sobre ele. No entanto, este estudo pode levar até cinco anos para concluir. Depois disso, Laura terá o direito de nomear o asteroide com o nome que quiser.

Para esclarecer, a estudante já disse que pretende homenagear a mãe que sempre a incentivou em suas pesquisas espaciais. “Pretendo sim nomear, inclusive dar em homenagem o nome da minha mãe, Rosilene, porque ela que estava comigo no momento, estava me incentivando a continuar procurando mesmo sem saber o que era”, contou.

Veja também: [+] Compre seu Drone com Super Desconto na Amazon (clique aqui).

Em conclusão, Laura disse que deseja se formar em física para se tornar astrônoma, futuramente. Mas, também demonstrou interesse por outra área de atuação caso precise optar por outra graduação. “se eu não conseguir passar ou se tiver alguma mudança de planos, eu pretendo seguir, por exemplo, uma área que, pelo visto, é meio que oposta e distinta, que seria a área de filosofia.

Assista ao vídeo com a entrevista da estudante Laura dos Santos Dias ao Poder 360:


Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Continue Lendo

SpaceX divulga primeira imagem da órbita registrada pela nave da missão Inspiration4. Veja

Foguete da SpaceX realiza voo orbital, levando quatro civis ao espaço. Saiba mais

Reino Unida inaugura centro de pesquisa dedicado a lixo espacial. Entenda os detalhes

Projetista-chefe de foguetes chineses divulga plano para acelerar envio de missões tripuladas do país à Lua. Entenda

No Japão, cientistas usam células-tronco de vacas Wagyu para produzir carne 3D. Entenda

Pesquisadores testam efeitos da Covid-19 em morcegos e vídeo registra como o vírus destrói as células do cérebro. Assista

Cientistas testam “Pâncreas artificial” para controlar diabetes em pacientes e concluem eficácia do equipamento inteligente. Entenda 

Dados registrados em smartwatch Fitbit são utilizados em pesquisa sobre sequelas provocadas pela Covid-19. Entenda

Amazônia 1 passa por testes e satélite é aprovado para entrar em operação, anuncia AEB. Confira

Cientistas criam máscaras faciais com biossensores que permitem detecção rápida e precisa de SARS-CoV-2, e de outros patógenos e toxinas. Saiba mais