Com malware misterioso, hackers infectam mais de 30 mil computadores M1 da Apple. Entenda - Programadores Brasil
Curiosidades da AppleSegurança Digital

Com malware misterioso, hackers infectam mais de 30 mil computadores M1 da Apple. Entenda

2 Mins read

Um malware misterioso afetou mais 30 mil Macs esta semana, em vários países. A ameaça foi descoberta pelos pesquisadores de segurança da Malwarebytes e Red Canary. Eles encontraram uma peça sofisticada de malware escondido nos computadores com processador M1 da Apple, presente apenas nos MacBooks e Mac Mini, mais recentes da marca.

 Veja também: [+] Compre seu Macbook Air com super Desconto na Amazon

Com malware misterioso, hackers infectam mais de 30 mil computadores M1 da Apple. (Imagem: divulgação/ Apple)

Silver Sparrow

Os pesquisadores estão chamando o malware de Silver Sparrow. Pois trata-se de uma ameaça projetada para entregar uma carga útil ainda desconhecida e com um mecanismo de autodestruição que pode remover qualquer vestígio de sua existência. A novidade indica que é provável que hackers estejam preparando mais ataques aos usuários de macOS quando a Maçã pretende trocar seus chips Intel para o padrão Apple Silicon.

Felizmente, o Silver Sparrow não foi capaz de cobrir seus rastros antes de ser descoberto. No entanto, os pesquisadores apontaram que não há nenhuma indicação de que ele causou qualquer dano aos consumidores até o momento. Mas, alertaram sobre a necessidade de conter qualquer risco de danos no futuro.

 Veja também: [+] Compre seu Macbook Air com super Desconto na Amazon

As máquinas infectadas com o malware estavam localizadas, em sua maioria, nos Estados Unidos, Reino Unido, Canadá, França e Alemanha. No entanto, no Brasil já estão à venda Macs com o chip M1.

A Apple já informou que removeu o certificado de desenvolvedor que os criadores do malware utilizaram no ataque. Portanto, o arquivo malicioso não poderia mais infectar novos computadores nem funcionar em aparelhos que já foram invadidos. No entanto, a recomendação para os usuários é que os Macs estejam protegidos com antivírus para evitar possíveis infecções.

Veja também: [+] Compre seu Macbook Pro com super Desconto na Amazon

Comportamento do malware

É provável que o malware surgiu em 2020, segundo os pesquisadores que descobriram o arquivo. O Silver Sparrow apresentou um comportamento diferente dos adwares que afetam os Macs, eventualmente. Este, no entanto, envia comandos suspeitos e faz consultas a um servidor externo não-identificado. Mas, não consegue baixar conteúdos maliciosos que possam apresentar riscos aos dados o usuário.

Além disso, os especialistas disseram que o malware possui um sistema de autodestruição integrado. Ainda não se sabe, portanto, qual seria o gatilho necessário para que este sistema entre em ação.

Veja também: [+] Compre seu Macbook Pro com super Desconto na Amazon

Especialistas alertam

Embora não apresentem ameaça iminente, os especialistas fazem alerta aos usuários. A existência de uma ameaça sofisticada como essa feita, especialmente, para Macs com hardware renovado pode indicar que harckers estejam planejando mais ataques à plataforma.

É importante lembrar que o malware foi criado para o M1 e só é compatível com o chip, ou seja, não explora eventuais vulnerabilidades. No entanto, este já foi o segundo malware compilado para o novo hardware. Ambos foram descobertos em 2021 pelos especialistas. Portanto, é provável que as duas ameaças sejam compatíveis com Macs de processador Intel, de versões anteriores.


Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *