Apple investirá US$ 3,6 bilhões na Kia Motors para produzir “Apple Car”, seu primeiro carro elétrico. Entenda - Programadores Brasil
Curiosidades da Apple

Apple investirá US$ 3,6 bilhões na Kia Motors para produzir “Apple Car”, seu primeiro carro elétrico. Entenda

1 Mins read

Mais rumores surgem sobre a parceria da Apple com a Hyundai na criação do seu possível carro autônomo e elétrico, o “Apple Car“. Desta vez, é de que a Maçã deve fazer um aporte inicial de 4 trilhões de won, ou seja, US$ 3,6 bilhões à Kia Motors. A empresa é uma dos braços do grupo asiático.

Veja também: [+] Iphones de diversos modelos com super desconto na Amazon.

Mas, essa notícia vai ao encontro do que já vinha sendo noticiado nas últimas semanas. Para esclarecer, executivos da Hyundai deixaram a entender que não estavam muito interessados em usar o principal nome da marca como mero coadjuvante. Mas, claro, que perder o negócio também não seria inteligente, por isso, a Kia assumirá o projeto.

Kia Motors assume projeto de Apple Car com aporte de US$ 3,6 bilhões iniciais. (Imagem: Divulgação/Kia Motors)

Empasses

Embora o cronograma de lançamento do Apple Car esteja confuso devido empasses entre as marcas, há indícios de que assinem contrato em 17 de fevereiro. A ideia da Apple é que o carro esteja pronto em 2024. E, para isso, quer que seus carros sejam construídos em sua própria fábrica, na Georgia, Estados Unidos. Mas, essa opção está indo contra a filosofia da Hyundai, que prefere centralizar tudo em seu país de origem, a Coreia do Sul.

Veja também: [+] Compre seu Apple Watch com super desconto na Amazon.

O analista especializado em Apple, Ming-Chi Kuo, chegou a afirmar nesta semana que a Maçã deve usar a plataforma de veículo elétrico de bateria E-GMP da Hyundai para o seu primeiro chassi de veículo. Além de usar a fábrica da Kia para a produção nos Estados Unidos. Mas, ele disse também que a General Motors e a PSA poderiam fazer parte da produção do Apple Car, porém em diferentes níveis, o que aumentaria a estimativa de lançamento para 2025 ou até mais tempo por conta do cronograma apertado.


Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *