Huawei vai parar de produzir Chips Kirin devido a Sanções dos EUA. Entenda. -
Curiosidades da Huawei

Após sanções políticas impostas pelos EUA, Huawei vai parar produção de Chips Kirin para Processadores. Entenda.

1 Mins read
EUA fecha o cerco em volta da Huawei e proíbe sua fornecedora de aceitar novas encomendas dos chips Kirin.
O cerco norte americano está se fechando em volta da Huawei. Dessa vez, as novas restrições dos EUA aplicadas em Maio, atrapalharam os negócios da empresa com sua fornecedora responsável pela produção de chips Kirin.

O cerco norte americano está se fechando em volta da Huawei. Dessa vez, as novas restrições dos EUA aplicadas em Maio, atrapalharam os negócios da empresa com sua fornecedora responsável pela produção de chips Kirin.

Embora A TSMC, fornecedora dos chips kirin para a Huawei, esteja sediada em Taiwan, foi obrigada a interromper sua produção de chips Kirin devido a sansões impostas pelos EUA.

Veja também: [+] Compre seu celular Huawei na Amazon a partir de R$899,00

Isto porque a empresa utiliza tecnologia americana na fabricação de seus chips e, portanto, segue as regras do Departamento de Comércio dos Estados Unidos.

No início do ano noticiamos que a “lista negra de Trump” não impediu a expansão da Huawei, segundo relatórios. No entanto, a nova imposição americana sobre a TSMC irá criar grandes dificuldades para a manutenção das linhas de smartphones Huawei.

Assim, apenas os chips encomendados até o dia 15 de Maio poderão ser enviados à empresa. Portanto, como a própria gigante da tecnologia chinesa afirma, a linha Mate 40 deverá ser a última a trazer os chips kirin.

Os processadores Kirin mais avançados são arquitetados com recursos específicos que casam com a proposta dos flagship da Huawei. Assim, a empresa encontrará enormes dificuldades para os substituir por outros chipsets que atendam especificamente as necessidades de seus smartphones.

Veja também: [+] Compre seu celular Huawei na Amazon a partir de R$899,00

Portanto, é mais provável que um novo fabricante deverá atender a novos modelos de smartphones Huawei. Dentre as opções de novos fornecedores de chips, a mais viável, por mais irônica que seja a situação, seria a americana Qualcomm.

Segundo o Wall Street Journal, a Qualcomm estaria negociando com o governo americano para fornecer chips 5G para a Huawei sob a argumentativa de retenção do mercado promissor na mão de empresas nacionais.


Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *