Governo do Paraná anuncia que vai Produzir no Brasil vacina Russa contra Coronavírus. - Programadores Brasil
Ciência

Governo do Paraná anuncia que vai Produzir no Brasil vacina Russa contra Coronavírus. Saiba mais.

2 Minutos de Leitura
A comunidade científica demonstra preocupação com a vacina russa. Ainda não há artigos científicos publicados trazendo detalhes da vacina, tornando o composto um verdadeiro mistério.
A comunidade científica demonstra preocupação com a vacina russa. Ainda não há artigos científicos publicados trazendo detalhes da vacina, tornando o composto um verdadeiro mistério.
A comunidade científica demonstra preocupação com a vacina russa. Ainda não há artigos científicos publicados trazendo detalhes da vacina, tornando o composto um verdadeiro mistério.

Nesta terça-feira (11), o governador do Paraná, Ratinho Júnior (PSD), anunciou que o estado vai produzir vacina contra coronavirus no Brasil.

O objetivo é produzir a vacina russa Sputnik V por meio do Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) para distribuição no país.

O anúncio foi feito algumas horas depois de o presidente da Rússia, Vladmir Putin, revelar que a Sputnik V foi a primeira vacina a ser registrada no mundo para combater a covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

O nome da vacina faz referência ao primeiro satélite lançado ao espaço na história, pela então União Soviética, em 1957.

Veja também: [+] Aprenda tudo sobre o Prompt de Comando nos cursos a partir de R$29,90 na Udemy. Clique e Confira.

Vacina contra Coronavirus no Brasil

De acordo com o governador, um convênio será formalizado com a assinatura de um termo com o embaixador da Rússia, Sergey Akopov, às 14h em Curitiba.

Entretanto, ainda não foram revelados detalhes sobre o acordo.

Apesar disso, a comunidade científica demonstra preocupação com a vacina russa.

O governo russo relata duas fases de testes concluídos no dia 1º de agosto deste ano, mas a Organização Mundial da Saúde (OMS) prevê três fases antes de um registro de vacina para comprovar sua eficácia.

Mesmo com o convênio, a vacina vacina contra coronavirus no Brasil não deve estar disponível em larga escala para a população brasileira antes da segunda metade de 2021.
Mesmo com o convênio, a vacina vacina contra coronavirus no Brasil não deve estar disponível em larga escala para a população brasileira antes da segunda metade de 2021.

Além disso, ainda não há artigos científicos publicados trazendo detalhes da vacina, tornando o composto um verdadeiro mistério no momento.

Entretanto, espera- se que o convênio junto ao governo do Paraná seja capaz de esclarecer essas questões e realizar testes para comprovar sua eficácia na população brasileira.

O presidente russo disse em uma reunião governamental que a vacina desenvolvida pelo Instituto Gamaleya de Moscou, é segura e que chegou a ser administrada a uma de suas filhas.

Veja também: [+] Aprenda tudo sobre o Prompt de Comando nos cursos a partir de R$29,90 na Udemy. Clique e Confira.

Disponibilidade para 2021

Em entrevista à Globo News, Jorge Callado, presidente do Tecpar, relatou que mesmo com o convênio, a vacina russa não deve estar disponível em larga escala para a população brasileira antes da segunda metade de 2021, devido aos protocolos de teste e fabricação tradicionais.

Veja também: [+] Aprenda tudo sobre o Prompt de Comando nos cursos a partir de R$29,90 na Udemy. Clique e Confira.

Entretanto, vale ressaltar que o Tecpar só poderá prosseguir com os testes da Sputnik V com autorização da Agência de Vigilância Sanitária do Brasil (Anvisa).


Siga o Programadores Brasil no Google Notícias e Receba Notícias de Tecnologia -> CLIQUE AQUI e Confira.


Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *