Linguagens de programação

Entenda as principais dificuldades para aprender a programar

4 Minutos de Leitura
Código de programação em um computador

A crescente demanda por profissionais da área de tecnologia tem despertado o interesse dos jovens por entender mais sobre assuntos relacionados a esse universo. Além dos conceitos básicos, os interessados na área têm curiosidade em aprender a programar e desenvolver softwares, seja para web ou mobile.

No entanto, é comum para quem está aprendendo programação sentir algumas dificuldades durante esse processo.

Porém, é importante entender que é natural não se sentir familiarizado com os conceitos em um primeiro momento e que o aprendizado requer tempo e paciência.

Apesar da experiência de estudo ser individual, os motivos pelos quais as pessoas desanimam enquanto estão se adaptando às linguagens de programação e aprendendo mais sobre o assunto costumam ser os mesmos. Conforme já mencionado, encontrar esses desafios ao longo do processo de aprendizagem é bastante comum.

No entanto, não saber identificar a real dificuldade em entender os conceitos relacionados à programação faz com que muitas pessoas desistam dessa carreira.

Pensando nisso, listamos as cinco maiores dificuldades identificadas por quem quer aprender a programar. entenda cada uma delas e como contorná-las.

VEJA TAMBÉM: APPLE EXPANDE PROGRAMA PARA ENSINAR JOVENS A PROGRAMAR

Não saber por onde começar

Uma curiosidade: você sabia que existem mais de 1.300 linguagens de programação? Obviamente, não é preciso conhecer todas elas para se tornar um bom programador e é justamente nesse aspecto que muitas pessoas se perdem.

É importante conhecer um pouco de cada coisa para saber o que vale a pena ou não e o que está alinhado aos seus objetivos, enquanto programador.

No entanto, é preciso saber identificar quais são os conhecimentos mais requisitados no mercado para entender onde depositar mais tempo, energia e dinheiro na hora de estudar.

Portanto, a dica é começar por linguagens de programação mais simples e, aos poucos, ir buscando conceitos mais específicos e complexos. Um exemplo de linguagem para se dedicar em um primeiro momento é o PHP, uma das mais flexíveis e com grande variedade de códigos para explorar.

Aprender a programar usando a PHP é uma boa opção, especialmente por conta de sua versatilidade. Além disso, a linguagem de programação é gratuita e de código aberto, o que a torna acessível.

VEJA TAMBÉM: CURSO PHP: APRENDA A PROGRAMAR

Não estudar o suficiente

Estudar programação é como aprender uma nova língua. Ou seja, requer estudo constante para que o aprendizado possa evoluir de maneira gradual e contínua.

Muitas pessoas acham difícil aprender programação por conta da variedade de assuntos e complexidades dos temas relacionados à área. Mas, na verdade, com dedicação e uma boa rotina de estudos se torna muito mais fácil entender os conteúdos.

Além disso, existe um vasto universo de conceitos a serem explorados na área. Então, quem mantém uma rotina de estudos e tem curiosidade em aprender novos conceitos consegue garantir uma formação mais completa e, consequentemente, mais destaque no mercado.

Para se organizar em relação aos estudos é simples. Basta reservar um horário diário para se dedicar ao aprendizado.

Pouco conhecimento em Inglês

Outro fator que pode dificultar o aprendizado dos conceitos de programação é o conhecimento em Inglês. E o idioma é muito importante para quem quer se especializar nessa área.

Isso porque muitos termos utilizados na programação estão em inglês. Além disso, muitos materiais de qualidade e especializados no assunto também não estão traduzidos. Sendo assim, vale a pena se dedicar ao aprendizado do idioma.

VEJA TAMBÉM: CONFIRA 10 DICAS PARA VOCÊ QUE QUER COMEÇAR A TRABALHAR COM TI

Dificuldade em acompanhar as atualizações do mercado

Este tópico está muito relacionado com o primeiro mencionado. Quem está começando a aprender a programar também pode se assustar com a quantidade de atualizações que são disponibilizadas todos os dias.

No entanto, é preciso ter em mente que muitas dessas novidades não vão impactar seu processo de aprendizagem nesse momento. Afinal, quem vai ditar quais destas atualizações serão importantes ou não será o mercado.

Nesse caso, a recomendação é buscar fontes de informação confiáveis e especializadas na área para se inteirar sobre quais atualizações são, de fato, significativas.

Principalmente para quem ainda não está inserido no mercado de trabalho, essa será uma boa maneira de identificar as novidades que vão exigir maior atenção.

Não conseguir aplicar a teoria na prática

Mesmo quem tem acesso aos melhores cursos, professores e material de apoio não vai se sentir totalmente confiante nos primeiros trabalhos como programador. E isso não está relacionado a falta de interesse ou habilidade.

O importante para quem quer ingressar nessa área é não ter medo de errar. Uma boa forma de treinar os conceitos é por meio da resolução de problemas.

Isso pode ser feito de maneira gradativa. Ou seja, iniciando por problemas mais fáceis e ir aumentando o grau de dificuldade a medida que for se familiarizando com os conceitos necessários para resolução deles.

Quem tiver disponibilidade de tempo pode tentar ingressar na área através de programas de estágio. Ou, ainda, se dedicar ao desenvolvimento de um projeto próprio, buscando auxílio de professores ou programadores mais experientes quando surgirem dúvidas.

VEJA TAMBÉM: CONFIRA 10 CURSOS GRATUITOS PARA APRENDER PROGRAMAÇÃO


Fórum de Programação para Iniciantes - Tire Todas as suas Dúvidas

Começando Agora na Programação? Tire todas as suas dúvidas no PB Overflow, nosso Fórum de Programação para Iniciantes (CLIQUE AQUI)


Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia Também

Últimas Notícias