Veja 5 filmes sobre hackers que você deve assistir - Programadores Brasil
Acessórios em GeralEntretenimento

Veja 5 filmes sobre hackers que você deve assistir

6 Minutos de Leitura
Pessoa escolhendo filme na TV
Filmes sobre hackers podem contribuir com o aprendizado de novos programadores

Aprender sobre o universo da programação exige muito estudo e comprometimento. Ainda mais para quem quer chegar ao mais alto nível de conhecimento, como no caso dos hackers.

Apesar do conceito estar relacionado ao trabalho de criminosos virtuais, um hacker é um profissional de alta performance. Ou seja, com alto entendimento sobre sua área. Essa ideia está relacionada à diversas áreas da Ciência da Computação.

O mercado de trabalho para esses profissionais é amplo, especialmente por conta da diversidade de setores abrangidos pela Ciência da Computação. Entre os que se especializam em sistemas de segurança da informação, as oportunidades tendem a ser ainda melhores.

Isso porque o número de transições realizadas por meio da internet cresce a cada dia. Portanto, torna-se necessário encontrar maneiras de manter esses dados em segurança. E os hackers podem ajudar nesse processo.

Todo mundo conhece a importância das pausas para assimilar os conteúdos aprendidos. Mas, já pensou em aliar estudo e diversão?

Conhecer a história de hackers famosos pode garantir a quem está aprendendo bons insigths acerca da profissão.

Já indicamos cinco opções de filmes para programadores (veja aqui) e na última semana listamos cinco séries sobre hackers que todo programador deve assistir (confira aqui). Agora, separamos cinco filmes sobre hackers que não podem ficar de fora da sua lista.

Cinco filmes famosos sobre hackers que você precisa assistir

A Rede Social

Em dezembro deste ano o filme, que já se tornou um clássico para quem curte assuntos sobre tecnologia, completará 10 anos.

Na época de seu lançamento, o filme recebeu oito indicações ao Oscar. A inspiração para essa história é ninguém menos que Mark Zuckerberg, um dos fundadores do Facebook.

No filme, a ideia inicial era trabalhar em uma rede social de relacionamentos. Para colocar seu plano em ação, Zuckerberg hackea o sistema da universidade para coletar informações.

O app criado pelo estudante se torna um sucesso e logo chama a atenção de outros estudantes do Campus. É quando os gêmeos Winklevoss convidam Zuckerberg para desenvolver uma rede social exclusiva para alunos da Havard.

No entanto, Zuckerberg convida um colega para participar da equipe como diretor financeiro, o brasileiro Eduardo Saverin (Andrew). A rede, que inicialmente ficaria restrita à Havard se expande para outras universidades e se torna um sucesso.

É nesse contexto que se inicia a história da rede social, que é considerada a maior do mundo com 2,2 mil milhões de usuários. Zuckerberg também é dono do Facebook Messenger, Whatsapp e Instagram. Em 2019, a fortuna do programador e empresário estava avaliada em US$ 62,3 bilhões.

O filme, baseado no livro Bilionários por acaso — A criação do Facebook, não agradou muito ao bilionário. Segundo Zuckerberg, a história não passa de ficção. Na época de lançamento, ele classificou a produção como ofensiva e inventada. Para quem deseja assistir, o filme está disponível na Netflix.

Privacidade Hackeada

Ainda sobre o Facebook, a próxima indicação é o documentário “Privacidade Hackeada”, também disponível na Netflix. O filme aborda o escândalo durante as eleições estadunidenses de 2016, envolvendo a empresa de consultoria Cambridge Analytica e o Facebook.

A história fala sobre o caso em que 240 milhões de pessoas foram hackeadas para criar perfis políticos em 2016 e influenciar as eleições americanas daquele ano. O documentário expõe diferentes pontos de vista, como o do professor David Carroll, que teve seus dados expostos e de Brittany Kaiser, ex-diretora de desenvolvimento de negócios da Cambridge Analytica. Ela foi a responsável por delatar tudo o que estava sendo feito pela empresa.

O professor Carroll ao descobrir todo plano arquitetado pelas instituições decide levar o caso à corte britânica, uma vez que a lei americana não garantia a preservação de seus dados digitais. Também participaram do documentário a jornalista investigativa do Carole Cadwalladr, do jornal The Guardian, e Julian Wheatland, ex-diretor de operações da Cambridge Analytica.

Vale lembrar que trata-se de um documentário, portanto, o filme aborda uma investigação real.

Esta é uma ótima oportunidade para refletir sobre a segurança dos dados de usuários na internet e como essas informações podem impactar diversos setores, quando usadas de forma errada e irresponsável.

Millenium: os homens que não amavam as mulheres

Nesta produção, cuja história é fictícia, um jornalista e uma hacker trabalham juntos para desvendar o sumiço de uma jovem desaparecida há 40 anos. A suspeita é de que um próprio familiar da jovem seja o responsável pelo sumiço.

Na trama, os dono da revista Millenium aceita investigar um crime cometido 40 anos antes em troca de informações contra um empresário que o prejudicou. Para isso, conta com a ajuda da hacker Lisbeth Salander.

Nessa produção, os conhecimentos da hacker são usados para ajudar a desvendar uma rede de assassinatos que revelam o lado sombrio de uma rica família. Além disso, é ela quem ajuda o jornalista a resolver seus problemas judiciais.

Este é mais um filme onde os conhecimentos do Hacker são utilizados para fins de investigação. Inclusive, na produção a atuação de Lisbeth é fundamental para o desenrolar da história, o que evidencia ainda mais a atuação desses profissionais.

O filme é um remake de uma produção sueca. Apesar de alguns fãs defenderem que a versão original é melhor, Millenium: os homens que não amavam as mulheres é uma ótima opção de filme para quem se interessa sobre o universo Hacker. O longa está disponível na Netflix.

Hacker

Este é o único filme da lista um pouco mais difícil de encontrar, estando disponível atualmente para alugar no Youtube ou Google Play. Mas a qualidade da produção vale a dica. Hacker é estrelado por Chris Hemsworth (o Thor nos filmes do universo Marvel). A história, assim como a da indicação anterior é ficcional, mas muito bem desenvolvida.

Na trama o protagonista Nicholas Hathaway é um presidiário e gênio da informática, que é convocado pela polícia a colaborar numa investigação para desvendar uma rede de criminosos. Em troca, Hathaway tem a chance de escapar de uma sentença de 15 anos de prisão, ao qual foi condenado.

O curioso nessa história é que os conhecimentos que podem livrar Hathaway da cadeia foram os mesmos que o colocaram nessa situação. Foi ele o responsável por criar, ainda na adolescência, um código de programação que mais tarde foi usado em um ataque terrorista contra uma fábrica na China.

A missão de Hathaway no filme é, justamente, usar seus conhecimentos em informática e programação para caçar o grupo terrorista responsável pelos ataques. A trama lança uma boa discussão sobre a segurança de dados.

O filme aborda como o conhecimento avançado sobre tecnologia pode se tornar perigoso nas mãos erradas. Além disso, ao assistir o longa, é possível entender um pouco mais sobre como é o modo interno de operação de software e refletir sobre a questão de manipulação de dados, por meio da tecnologia.

Citzen Four/ Snowden: Herói ou Traidor

A última indicação é o documentário Citzen Four, que conta a história do analista de sistemas Edward Snowden.

Na produção, a cineasta Laura Poitras e o repórter Glenn Greewald vão a Hong Kong conhecer Snowden após receber e-mails criptografados sobre um programa ilegal de vigilância da NSA (Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos).

O documentário foi lançado em 2014 e no ano seguinte recebeu uma indicação ao Oscar na categoria de melhor documentário, na qual foi vencedor. Atualmente, Edward Snowden vive na Rússia, como refugiado político.

Ao longo do documentário, Edward Snowden revela a Greenwald uma série de documentos que comprovam como os EUA, e outras potências mundiais, violaram princípios da democracia. Além disso, violaram direitos humanos em ocupações militares dos EUA no Iraque.

Glenn Greewald, que hoje vive no Brasil, não parou por aí. Com o intuito de incentivar novos vazamentos, o jornalista demonstrou apoio ao WikiLeaks, projeto criado para ajudar na proteção de jornalistas e informantes que divulgam informações de interesse público sobre governos e empresas.

O filme está disponível gratuitamente no site Thought Maybe. Mas, esta dica vale por duas. Também sobre Snowden foi produzido um longa, chamado “Snowden: Herói ou Traidor”.

A trama conta como o analista de sistemas, até então ex-funcionário terceirizado da CIA, se tornou o inimigo número um dos EUA ao divulgar uma série de documentos sigilosos que comprovam atos de espionagem praticados pelo governo estadunidense.

Neste caso, o filme procura abordar as principais motivações de Snowden ao revelar tais segredos.

[+] Nordeste será um dos grandes beneficiados pelo 5G com um salto de conectividade nos próximos anos. Saiba mais


Siga o Programadores Brasil no Google Notícias e Receba Notícias de Tecnologia -> CLIQUE AQUI e Confira.


Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *