Estagiário da NASA descobre planeta em terceiro dia de trabalho - Programadores Brasil
Ciência

Estagiário da NASA descobre planeta em terceiro dia de trabalho

2 Minutos de Leitura

Um estagiário da NASA Wolf Cukier, de apenas 17 anos, descobriu um planeta, no seu terceiro dia de trabalho na agência espacial americana, durante as férias escolares do ano passado.

[+] Abelissauro: Fóssil encontrado na Argentina revela nova espécie de dinossauro carnívoro

Conta o jornal The Philadelphia Inquirer, que o adolescente apontou num gráfico uma curva inesperada, o que é sinal da existência de um planeta muito distante. “Uma parte foi sorte. Esbarrei nos dados e eles pareceram-me interessantes. Entretanto, apresentei-os aos meus mentores e… bem, foi isso. Tinha descoberto um planeta”, contou à publicação o estudante, que vive em Nova Iorque com os pais.

“Eu estava procurando nos dados tudo o que os voluntários identificaram como um binário eclipsante, um sistema em que duas estrelas circulam entre si e, do nosso ponto de vista, eclipsam-se a cada órbita”, disse Cukier, de 17 anos. “Cerca de três dias após o estágio, vi um sinal de um sistema chamado TOI 1338. No começo, pensei que fosse um eclipse estelar, mas o tempo estava errado. Acabou sendo um planeta.

[+] Água-viva alienígena? Viral de 2013 volta a intrigar internautas. Assista

“Percebi uma queda, ou um trânsito, do sistema TOI 1338, e esse foi o primeiro sinal de um planeta”, explica Cukier à NBC 4 de Nova York . “Vi pela primeira vez o mergulho inicial e pensei: ‘Oh, isso parecia legal’, mas então, quando olhei para os dados completos do telescópio naquela estrela, eu e meu mentor também notamos três quedas diferentes no sistema.”

A NASA anunciou a notícia em seu site nesta semana, depois de confirmar o trabalho do adolescente, enviar um artigo que Cukier foi co-autor de revisão científica e anunciar a descoberta do planeta, agora chamado de “TOI 1338 b”, na 235ª reunião da Sociedade Astronômica Americana. .

De acordo com a NASA, o planeta descoberto por Wolf ficou conhecido como TOI 1338 b e é sete vezes maior do que a Terra. Esta é a segunda vez que Wolf faz um estágio na NASA. O jovem não sabe ainda se vai voltar a estagiar na agência espacial dos EUA no próximo ano, mas sabe que no futuro quer especializar-se em astrofísica ou física.

A NASA afirma que planetas circumbinários como o TOI 1338 b são difíceis de detectar porque softwares típicos podem confundi-los com eclipses, e é por isso que a ajuda de estagiários como Cukier é valiosa.

“Esses são os tipos de sinais com os quais os algoritmos realmente enfrentam”, disse Veselin Kostov, pesquisador da Goddard à NASA. “O olho humano é extremamente bom em encontrar padrões nos dados, especialmente padrões não periódicos como os que vemos nos trânsitos desses sistemas”.

Via: CNBC.

[+] Abelissauro: Fóssil encontrado na Argentina revela nova espécie de dinossauro carnívoro


Siga o Programadores Brasil no Google Notícias e Receba Notícias de Tecnologia -> CLIQUE AQUI e Confira.


Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *