Segundo estudo, Windows 10 é Sistema Operacional mais seguro da Microsoft - Programadores Brasil
Windows

Segundo estudo, Windows 10 é Sistema Operacional mais seguro da Microsoft

2 Mins read
Windows 10 mostra-se SO mais protegido da Microsoft em ataques "dia zero", mostra pesquisa
Imagem ilustrativa. (Reprodução: Netsparker).

Quando surgem novas atualizações e, com elas, a divulgação constante de que você precisa atualizar seus softwares, a maior preocupação está relacionada à sua segurança. As informações são do Tecmundo.

É notório que todos os usuários dão importância às atualizações que de fato alteram e melhoram as funcionalidades do aparelho.

Entretanto, a principal função dos updates é solucionar falhas denominadas “de dia zero”, ou seja, reparar erros intrínsecos ao programa e que podem facilitar o trabalho de hackers que pretendem adquirir informações dos usuários.

Versão mais segura do sistema operacional da Microsoft

O lançamento do Windows 10 não agradou muitos usuários da Microsoft, no entanto, não se pode discordar do fato de que esta é a versão mais segura do Windows.

O engenheiro de segurança, do Microsoft Response Center, Matt Miller realizou um levantamento que buscou analisar tentativas de abuso dos bugs inerentes à máquina (de dia zero) entre os anos de 2015 e 2019. No estudo, ficou evidente que apenas 40% foram explorados com êxito neste período.

Além disso, Miller também apresentou que as fragilidades do Windows são abertas por invasores antes de um reparo ser disponibilizado ou quando, após meses de utilização, uma atualização falha.

Os usuários com um sistema operacional atualizado estão protegidos devido a existência de sistemas de segurança como Control Flow Guard Device Guard.

Bugs relacionados à memória

Gráfico de exploração de brecha. (Reprodução: Tecmundo).

Miller ainda constatou que 70% de todos os bugs de segurança retratados pela Microsoft, nos últimos 12 anos, estavam relacionados a gerenciamento de memória.

Portanto, com o intuito de melhorar o desempenho das máquinas contra malwares Miller e alguns colegas de trabalho utilizam a linguagem de programação Rust como possibilidade para o C e o C++, tendo em vista que seus recursos podem diminuir o número de falhas associadas à memória.

Uma dica imprescindível é deixar sempre os softwares atualizados, utilizando fontes oficiais e versões estáveis. Ainda que existam alguns ajustes a serem feitos, é a melhor forma para manter o sistema operacional seguro.

Via: Tecmundo.


Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *